Com três mudanças e 16 times, NBB fecha lista de times para a próxima temporada. Confira os elencos

Nesta sexta (11), o NBB oficializou os 16 times que irão participar da temporada 20/21, com início previsto para o próximo mês de novembro. Basquete Cearense, Bauru, Brasília, Corinthians, Flamengo, Franca, Minas, Mogi, Pato, Paulistano, Pinheiros, São Paulo e Unifacisa seguem na competição. Já Botafogo, Rio Claro e São José não conseguiram comprovar capacidade financeira. Com isso, as três vagas serão ocupadas por Cerrado Basquete, do Distrito Federal, que participa do torneio pela primeira vez, e por Campo Mourão e Caxias, que voltam a disputar o NBB após duas temporadas afastados.

16 equipes confirmadas no NBB 2020/21
Os 16 integrantes da 13ª temporada do Novo Basquete Brasil. Foto: Divulgação/NBB

O Cerrado ainda não anunciou nomes para o elenco, que será comandado por Bruno Lopes. Também sem contratações por enquanto está o Caxias, que conta com o técnico Rodrigo Barbosa. O Campo Mourão, sob o comando de Emerson de Souza, já tem o pivô Guilherme Magna confirmado no elenco. Já o Brasília ainda não oficializou reforços nem o comando técnico.

Principais contratações e renovações por clube

Basquete Cearense: até o momento, o Carcará não anunciou contratações ou a renovação de nomes do elenco. A razão, provavelmente, foi a negociação para uma parceria com o Fortaleza Esporte Clube, que demorou a ser oficializada, mas deve ser anunciada em breve, fazendo com que o time passe por uma reformulação na identidade visual, assumindo o vermelho, azul e branco. Fora das quadras, o retorno do técnico e um dos fundadores do projeto, Alberto Bial, foi confirmado logo após o fim da última temporada. 

Bauru: um dos times que mais movimentaram o mercado. Sob o comando de Léo Figueiró, ex-Botafogo, e com novo patrocínio master, o Bauru renovou com Larry Taylor e Gabriel Jaú, e repatriou os alas Gui Deodato e Alex ‘Brabo’, integrantes da campanha do título na temporada 16/17. O ala-pivô Tyrone e o armador Alexei também deixam o Minas rumo ao Dragão. Vindos do Mogi, o armador Alexey e o pivô João Pedro, que deve ser anunciado para fazer companhia a Dikembe, ex-Paulistano e destaque jovem da última temporada, no garrafão. O clube deve, ainda, contar com o ala Zach Graham, que estava no Flamengo, e pode, no Bauru, voltar a assumir uma posição de protagonista. 

Corinthians: após um momento de incerteza sobre a manutenção do projeto, o Timão anunciou Demétrius Ferracciú, que deixa o Bauru, como o novo comandante. Ricardo Fischer, que teve a maior média de pontos e assistências pelo clube na última temporada teve o contrato renovado. Na armação, Fischer terá a companhia de Gegê, ex-Pato Basquete e único atleta a ganhar 5 vezes o NBB, e de Lucas Vezaro, o ‘Vezarinho’, que não chegará a jogar novamente com o irmão, Felipe Vezaro, já que o ala foi para a Unifacisa. Arthur Bernardi chega do Botafogo, Lucas Cauê e Renato Carbonari também deixam as antigas equipes, Pinheiros e Bauru, respectivamente, para integrar o elenco alvinegro. O ala Lucas Siewert também desembarca no clube, vindo do basquete universitário americano.

Já conhece o canal do Área Restritiva no Youtube? Clique e se inscreva

Flamengo: então líder da competição no momento em que a temporada foi interrompida, o Rubro-Negro aposta na manutenção do trabalho. Balbi, Pedro Nunes, Marquinhos, Jhonatan Luz, Olivinha, Léo Demétrio, Rafa Mineiro e o técnico Gustavinho são nomes mantidos no elenco. Ainda assim, três importantes peças passam a reforçar a equipe: o armador Yago, ex-Paulistano e um dos melhores atletas jovens do NBB, o pivô Rafael Hettsheimeir, ex-Franca, e o ala-armador Luciano ‘Chuzito’ Gonzalez, especialista em cestas de 3 e cestinha do San Lorenzo na última Liga dos Campeões das Américas.

Franca: o time da Capital do Basquete perdeu nomes importantes, como Parodi, Hettsheimeir, e David Jackson, cestinha e líder em eficiência da equipe na última temporada, além de eleito o melhor estrangeiro do torneio pela terceira vez. Ainda assim, o coach Helinho conta com importantes manutenções, como o armador Elinho e o ala-pivô Lucas Dias. André Goes e Danilo Fuzaro, destaques do Mogi na última temporada, continuam a parceria em Franca.

O Minas foi as compras e reconstruiu o elenco, umas das novidades foi o armador David Jackson
DJ já foi eleito três vezes o melhor estrangeiro do ano. Foto: Divulgação/NBB.

Minas: com Léo Costa mantido no comando, a intertemporada começou com perdas significativas, como as saídas de Gui Deodato, Alex e Tyrone, que defendem agora o Bauru, mas o vínculo do experiente Leandrinho, dono da maior média de pontos entre todos os atletas do NBB na última temporada foi renovado. Outra importante renovação foi a do armador Davi Rossetto. O armador Luciano Parodi e o ala David Jackson trocaram o Franca pelo clube mineiro e são dois nomes que podem entrar na rotação inicial. Outros reforços são os pivôs David Nesbitt, ex-Corinthians, e JP Batista, eleito MVP da temporada 18/19, que volta ao Brasil após passagem pelo basquete francês. Ronald, ex-Brasília, também deve compor o garrafão mineiro.

Mogi: o time de Guerrinha, eleito o melhor técnico da última temporada, também precisou lidar com perdas de atletas importantes, como, principalmente, André Góes, Danilo Fuzaro, Alexey e Paranhos, mas segue contando com o experiente armador Fúlvio, os alas-pivôs Gruber e Fabrício, e o armador Lessa. Para reforçar o elenco, o Mogi traz o armador Cassiano, que teve pouca minutagem no São Paulo, o ala Douglas Santos e o pivô Wesley Castro, ambos vindos do Corinthians. 

Pato Basquete: a primeira renovação do clube paranaense veio fora das quadras. Dedé Barbosa segue no comando da equipe, que busca uma campanha de reabilitação na próxima edição do NBB, após ter terminado a última temporada na lanterna. Os jovens armadores Augusto Leão e Murilo Cunha, o ala Isaac Thornton, o ala-pivô Paulo Schauer e o pivô Charles Funches III são outros nomes mantidos no elenco. O armador Lucas Lacerda, ex-Mogi, e o ala-pivô Gabriel Oliveira, ex-Unifacisa, são as novidades até o momento. 

Paulistano: com a saída dos destaques Yago Mateus e Dikembe, o Paulistano aposta na repatriação de dois conhecidos. O ala-armador Deryk e o ala-pivô Du Sommer voltam ao clube onde foram campeões na temporada 17/18. Os alas Cauê Borges, ex-Botafogo, e Jimmy, ex-Franca também devem se juntar ao elenco. Além das contratações, o clube já renovou com Vitão, Maique e Felipe Ruivo, que deve ganhar maior minutagem na armação já que Yago não compõe mais o elenco. O contrato do técnico Régis Marrelli também foi renovado.

+Leia mais sobre o NBB e sobre o Basquete Brasileiro.

Pinheiros: para a próxima temporada, o Pinheiros planeja usar jovens atletas para integrar a rotação. O time perdeu todos os protagonistas da última campanha, como Bennett, Betinho, Dawkins e Toledo. O armador Gabriel Campos, os alas-armadores Buffat e Sena, o ala Elvis e o ala-pivô Mãozinha, todos na faixa entre 18 e 21 anos, seguem no elenco. Entregando um pouco de experiência, Humberto e Teichmann, vindos do Corinthians, também devem defender a equipe. O comando técnico também foi alterado, saiu César Guidetti e, em seu lugar, assumiu David Pelosini, treinador nos títulos do clube na Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB) em 2018 e 2019.

Georginho o King of Season continua no São Paulo Basquete
Georginho foi vencedor de cinco prêmios individuais na última temporada. Foto: Divulgação/NBB.

São Paulo: assim como o Flamengo, o clube do Morumbi buscou manter os destaques da temporada anterior e, ainda assim, reforçar o elenco com peças importantes. Georginho, vencedor de 5 cinco prêmios (armador do ano, jogador que mais evoluiu, maior reboteiro, jogador mais eficiente e MVP) na última temporada, segue no time do técnico Cláudio Mortari, assim como Shamell, Jefferson e Renan Lenz. O armador Dawkins, o ala-armador Bennett e o ala Isaac deixaram o Pinheiros rumo ao Tricolor. Para o garrafão, chegam Lucas Mariano, ex-Botafogo, e Gerson, ex-Rio Claro.

Unifacisa: a representante da Paraíba foi a primeira a movimentar o mercado. O ala Betinho foi anunciado ainda em junho. Na sequência, o armador Arthur Pecos e o ala Felipe Vezaro, ambos ex-Corinthians, o ala Morillo e o ala-pivô Rafa Oliveira, vindos do São José, o ala-pivô Pastor, ex-Rio Claro, e o pivô Alexandre Paranhos, que defendia o Mogi, também foram anunciados. Além das contratações o time também conseguiu manter nomes que foram importantes para a boa campanha anterior, como Nate Barnes, Gemadinha e João Vitor, além do técnico Filet.

Nomes no mercado

Alguns jogadores de destaque como Bruno Fiorotto, Caio Torres, Cauê Verzola, Duda Machado, Eddy, Fabian Sahdi, Felipe Ribeiro, Fuller, Gelvis Solano, Henrique Coelho, Jamaal, Kevin Crescenzi, Murilo Becker, Nezinho, Nick Wiggins, Paulinho Boracini, Pedrinho Rava e Shilton ainda não foram negociados ou anunciados de forma oficial e estão no mercado.

O Área Restritiva está no YouTube, conheça o nosso canae se inscreva.

Já imaginou um grupo para discutir Basquete como se estivesse em um bar? Conheça o Bar do Área!

Fique por dentro do que está acontecendo no Área em nossas redes sociais; marcamos presença no FacebookInstagram e no Twitter. Ah! Também estamos no Catarse, aqui você conhece todo o projeto do Área Restritiva

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.