ALERTA: esse desabafo está cheio de generalizações…

TALVEZ, A MAIOR PERGUNTA PRECISE SER FEITA:

QUAL BRASIL SAIRÁ DISSO TUDO?

Assim, eu pensava em 13 de março…

Esse país tem me deixado doente.

Pior do que isso são as perguntas que rondam minha cabeça… porque parece que muitas vezes só eu estou vendo as coisas acontecerem… e concordamos que isso é um tanto esquizofrênico. Mas não estariam todos cegos? A maioria? Eu estou louco? Esse é só um texto sem pretensão alguma de lançar luzes sobre a escuridão em que vivemos.

Dias atrás, uma reportagem de Demétrio Vecchioli, colunista do UOL, apontou que o Esporte Clube Pinheiros estaria vivendo uma crise interna sem precedentes. E que a resolução da mesma finalizaria, provavelmente, o basquete profissional no clube, além do encerramento de tantos outros esportes olímpicos. Demissões no atletismo e na natação já apontavam esse caminho. Você tem noção do drama? Pinheiros, Flamengo e Minas Tênis impulsionam os mais variados esportes de alto rendimento no país. Qualquer um deles fechar suas portas para qualquer que seja o esporte já seria um impacto que talvez não tenhamos noção do tamanho. Quatro anos depois da Olimpíada realizada no Brasil. Cadê o legado????

O Pinheiros é um SE (ainda), mas e todos os clubes que fecharam seus esportes nesse ciclo olímpico?

O Vasco encerrou o basquete. O Botafogo e o Corinthians deram adeus ao vôlei masculino. O SESI SP se juntou ao vôlei feminino de Bauru e, consequentemente, encerrou seu time feminino que tinha base em São Paulo. E no handebol, equipes tradicionais como Santo André e São Bernardo que ou não disputaram nada em 2019 ou optaram por apenas uma competição?

O que me emputece é que ninguém parece entender que Esporte e Educação e Saúde e Cultura numa sociedade são primordiais. Eles são alicerces de uma sociedade desenvolvida. Esporte tira o moleque da rua, do crime e da droga. E fica muito mais barato do que construir cadeias Brasil a fora.

Ninguém vê isso? Quando clubes gigantes cogitam o fechamento de todo o seu esporte olímpico é chegada a hora de todo o país parar e pensar: que raio de caminho estamos tomando? Que noção de nação é essa? Culpar a economia é muito fácil, mas me desculpe não coloquei essa turma no poder. Muitos, aliás, que criticam a economia votaram nesse grupo. E todos nós sabíamos como seria esse país a partir de 2019.

Na foto, partida do Vasco da Gama contra o Corinthians. No momento da foto, uma ação ofensiva do Vasco, Duda Machado tem a bola na mão (driblando com a mão direita), ele está sendo marcado pelo pivô Shilton, depois de uma troca de marcações em uma saída de corta luz (no fundo é possível ver o Humeberto do Corinthians sendo bloqueado por um corta-luz). Tantas perguntas... - Área Restritiva
O Vasco da Gama é uma das equipes de Basquete que desapareceram!
Foto: Ale da Costa/Portrait

Se só ficarmos no basquete, quantos times já não encerraram suas atividades nos últimos anos?

Vasco, Palmeiras, Limeira, Caxias, Vitória… e tantos outros que sobrevivem a duras penas. Caramba, ninguém percebe que está tudo errado???? Porque é muito fácil criticar o atleta quando ele fracassa na Olimpíada. Acompanhar seu ciclo olímpico e entender o quanto o sapato aperta ninguém se interessa…

Que país é esse???

Notas do Autor: ESSE TEXTO FOI PRODUZIDO EM 13 DE MARÇO. DESDE ENTÃO, VOLTEI A ELE ALGUMAS VEZES. BURILEI AQUI, LIMPEI ALI, TIREI ALGUNS PALAVRÕES. MAS TODAS AS PERGUNTAS QUE LÁ ESTAVAM NA PRIMEIRA VERSÃO, CONTINUAM… E CLARO, SEM RESPOSTAS. VIVEMOS UM TEMPO DE CRISE. NÃO É UMA “GRIPEZINHA”…

Leia! Ale da Costa, o professor de História que virou YouTuber

Não deixem de acompanhar o Área Restritiva nas redes sociais e se inscrever no nosso canal no YouTube.

Além é claro de ficarem por dentro do que está acontecendo no Área em nossas redes sociais, marcamos presença no FacebookInstagram e no Twitter.