No 3º jogo da Final da Liga Ouro 2015, o Sport Club do Recife – PE mostrou o poder de seu mando de quadra vencendo o Caxias do Sul – RS, que poderia ter encerrado a série, por 76 a 68. O Ginásio Marcelino Lopes, casa do Leão, explodiu em apoio na noite desta quarta-feira e o rubro-negro garantiu mais um confronto diante de seu
torcedor.

Com o resultado do 3º encontro entre as equipes, a final da Liga Ouro 2015 agora está em 2 a 1 para o Caxias, mas o Sport tem mais um jogo em casa na próxima sexta-feira, ás 20 horas, mais uma vez no “Fervoroso” Marcelino Lopes, com transmissão ao vivo pela Web.

No primeiro tempo, o Sport mais consistente correndo mais e liderando o marcador. Esse bom inicio colocou o torcedor pernambucano no jogo e o ginásio esquentou, dando vantagem para os mandantes no intervalo, 38 a 32. Foi no segundo tempo que o jogo mudou. O jeito cadenciado e frio do Caxias jogar apareceu e mesmo com a arquibancada pegando fogo, os visitantes não deram atenção e empataram o jogo no fim do terceiro quarto, 53 a 53.

Fotos: Guilherme Peixinho/Divulgação
Fotos: Guilherme Peixinho/Divulgação

A decisão foi para os minutos finais e em uma decisão ousada, o treinador do Sport, Ricardo Oliveira, apostou em sua base da LDB e a correria imposta deu resultado. Dentro do último minuto, os jovens, com uma defesa muito intensa, desestabilizaram o Caxias que cedeu no fim e acabou derrotado por 76 a 68.

“Todos são responsáveis pela vitória. Meu time está amadurecendo e isso pode ser visto de várias maneiras. Hoje, na hora da decisão, eu acreditei que o entrosamento e intensidade defensiva fariam a diferença. Estou feliz pela vitória, independente da emoção, mas jogos aqui são assim mesmo. Comemorar a vitória, porém com a cabeça no próximo jogo”, explicou o comando rubro-negro Ricardo Oliveira.

Em quadra, o cestinha do jogo foi o pivô Rinaldo Mafra, com 19 pontos. Quem também foi fundamental na vitória, foi o armador Victinho, 6 pontos, 5 rebotes e 7 assistências e o ala pivô Luciano Matão, 14 pontos, 4 rebotes e 5 assistências.

Pelo Caxias, os cestinhas foram Guto e Arthur, 16 e 15 pontos respectivamente. Mais uma vez, quem chamou a responsabilidade, mesmo sendo marcado de perto, foi o armador Cauê Verzola que somou mais um duplo-duplo, 14 pontos e 13 rebotes, e ainda 8 assistências.

O treinador do Caxias, Rodrigo Barbosa, mostrou insatisfação com os erros no fim do jogo, mas também quer pensar no próximo compromisso. “Erramos no fim do jogo. Com a defesa deles mais alta, erramos passes e desperdiçamos ataques sem tentar a cesta. Isso foi o que mais me incomodou, mas acabou, temos outro jogo e nisso que vamos pensar”, concluiu.

A série agora é liderada pelo Caxias do Sul por 2 a 1 e o Sport tem mais uma chance de se manter vivo brigando pelo título. O jogo 4 será na sexta-feira, no Ginásio Marcelino Lopes, às 20 horas. Esse duelo também terá transmissão ao vivo pela Web.

É isso!

Comentem e Compartilhem!
Até+

Diego Silver