A segunda semana da Liga de Basquete Feminino – 2014/15 tem sequencia neste sábado, dia 13 de dezembro, com a realização de dois jogos: Maranhão Basquete x Basquete Jaraguá, ás 14h00, no ginásio Castelinho, em São Luís-MA, com transmissão ao vivo pelo SporTV2, e São José/Colinas Shopping x Sport Recife, às 18h00, no ginásio da ADC General Motors, em São José dos Campos-SP.

O Maranhão Basquete abre participação no campeonato cheio de novidades, com várias alterações em seu elenco, começando no comando técnico: a cubana Lisdeivi Pompa assumiu a equipe em substituição a Antônio Carlos Barbosa. Entre os reforços estão estas atletas:
Êga Garvão, ex-Americana;
Wivian Delfino, ex-Real Clube de Lima/Peru;
Fernanda Brito, ex-Santo André;
Matee Ajavon, ex-Atlanta Dream/NBA;
Oyanasis Gonzales.

Permaneceram no elenco, Iziane Castro, Maria Claudia Teixeira e Rayanna de Souza.

“O time está se formando e vamos trabalhando em busca do melhor, pois sabemos que o resultado acontece em longo prazo. Por isso, vamos fazer o trabalho como deve ser feito, sem pressão. Só gostaria que o torcedor acreditasse na gente. A torcida maranhense é muito maravilhosa, é de arrepiar mesmo e espero que continue deste jeito. Esperamos que a torcida venha, seja nosso sexto jogador e vamos dar um bom espetáculo”, destaca a técnica Lisdeivi Pompa.

Fotos: Henrique Porto
Fotos: Henrique Porto

O ‘caçula’ Basquete Jaraguá, comandado pelo técnico Júlio Patrício, fará sua estreia, contando com elenco mesclado de atletas jovens, com algumas mais experientes. Os principais reforços foram estes:
Yulli Cruz, ex-Rio Claro Basquete;
Mônica Nascimento, ex-Ourinhos Basquete;
Leila Zabani, ex-Rio Claro Basquete;
Leidy Ferreira, ex-Rio Claro Basquete;
Sthefany Thomas;
Izabella Sangali, ex-ADCF Unimed;
Daphner Porto, ex-Bradesco/Osasco;
Ana Beatriz Oliveira, ex-Bradesco/Osasco;
Kawani Firmino, ex-Bradesco/Osasco;
Ângela Paradzinski, ex-Bradesco/Osasco.

Os outros nomes importantes do elenco são Maria Eduarda Papp, Ana Pauli, Débora Kuhnen e Leticia Senff.

“Temos que transformar a ansiedade em força, pois o nível de ansiedade na partida de estreia é muito grande, sem falar nas jogadoras que irão disputar pela primeira vez o campeonato. Se conseguirmos que isso se torne um estilo de jogo agressivo na defesa, com as atletas atuando com calma, teremos bons momentos ao longo da partida. Será a estreia do nosso time, mas também do Maranhão Basquete, por isso, sabemos das dificuldades que teremos pela frente; o ginásio deve estar lotado e o clima quente, no entanto, as nossas jogadoras estão preparadas para superar as adversidades”, comenta o técnico Júlio Patrício, que também comanda os selecionados nacionais de base.

“Será uma partida dura, mas estamos com muita vontade e empenhadas em trabalhar para fazer uma boa LBF. Nosso time é novo no campeonato e o adversário está reformulado do ano anterior, por ser estreia das duas equipes não sabemos exatamente o que esperar, mas estamos numa sequência forte de treinamentos para entrarmos preparadas”, acrescenta a ala Leila Zabani, também da equipe catarinense.

 

O São José/Colinas Shopping quer dar sequencia ao seu bom momento, visto que bateu o Top Therm/Grupo Leonardi/Sicredi/Unimed/Presidente Venceslau, fora de casa, em seu compromisso mais recente, depois de dois resultados negativos – Uninassau/América e Basketball Santo André/APABA.

“O Sport Recife está formando a sua equipe e atuará com reforços, por isso, esperamos uma partida difícil, em que buscaremos a vitória jogando pela primeira vez em nossa quadra nesta edição da LBF. A meta é fazer um bom jogo e manter o bom momento”, comenta o técnico Carlos Lima, do São José/Colinas Shopping, que terá o elenco completo a disposição.

O Sport Recife joga pela recuperação, visto que foi superado pelo Uninassau/América em sua estreia, no derby da capital pernambucana. Para este segundo desafio, o técnico Rildo Accioly espera o time mais acertado dentro de quadra.

“Esperamos muitas dificuldades, já que o São José/Colinas Shopping é um time muito forte também, mas a nossa expectativa é render mais e crescer na competição, especialmente quando a equipe estiver completa”, analisa o treinador do Sport Recife.

O Rubro Negro poderá contar com as norte-americanas Brandie Rene Baker e Erica Wheeler, que não atuaram na estreia.

 

É isso!

Comentem e Compartilhem!
Até+

Diego Silver