De dentro para fora do Jogo, uma visão diferente de quem de alguma forma viveu O Basquete.
VOCÊ ESTÁ EM:
  Qual o problema do Charlotte Hornets com o primeiro tempo de jogo?

2020 chegou e a décima primeira semana da NBA também. Agora temos um problema a ser solucionado pelo Charlotte Hornets, claro isso se a franquia quiser chegar em algum lugar nessa temporada certo!? Para isso o Hornets precisa organizar o seu primeiro tempo de jogo, porque o problema está ali.

Antes de falarmos do Hornets, vale sempre a pena olhar como está a tabela da NBA, afinal, uma semana de NBA é muita coisa.

Na Conferência Oeste, que como eu disse no texto passado, é um lado onde tudo pode acontecer de uma semana para a outra, certo?! Em uma semana, o Lakers que tinha uma sequência negativa agora tem três vitórias acumuladas, venceu o Blazers, Mavericks e o Suns, apesar de alguns especialistas estarem questionando a instabilidade do Lakers em alguns momentos, a franquia continua em primeiro do Oeste.

O Clippers em meio a sua manutenção da saúde do elenco, não mantém uma sequência positiva por muito tempo, mas tudo isso aparentemente é previsto pela comissão técnica do Doc Rivers, no duelo Rockets x Nuggets, o Rockets levou a melhor, mas não fez mudar nada na tabela, o G-4 do Oeste continua o mesmo: Lakers, Nuggets, Clippers e Rockets.

Falando em sequência de jogos o Portland Trail Blazers, tem uma sequência de cinco derrotas consecutivas, sendo a maior até aqui no Oeste fazendo a equipe do Damian Lillard cair para nono colocado, enquanto o Pelicans parece que engatou a segunda, com três vitórias em três jogos.

Na Conferência Leste, o topo da conferência é verde, com Bucks e Celtics. O Milwaukee em uma posição mais confortável com três derrotas a menos que o Celtics, que tem no seu cangote o Heat, com uma derrota a mais. Aqui a briga deve continuar assim, com um time esperando o outro perder para ver quem fica com o segundo lugar, infelizmente as duas franquias só se enfrentam no dia 28 de janeiro.

O Toronto Raptors completa o G-4, com 23 vitórias e 11 derrotas. O Raptors vai até Miami hoje para enfrentar o Heat, é a chance de diminuir a vantagem e começar o processo de recuperar posições na tabela.

Descendo do G-4, completando a tabela temos Pacers, 76ers, Nets e Magic completando assim o G-8.

Okay! Agora nos atualizamos da classificação e onde fica o Hornets em meio a tudo isso?! O Charlotte Hornets está em décimo, atrás do Chicago Bulls. Com o recorde negativo de seis derrotas (o segundo maior na décima semana). A ultima vitória do Hornets foi contra o Sacramento Kings, dono da maior sequência negativa, com 8 derrotas.

Qual o problema do Charlotte Hornets com o primeiro tempo de jogo?
Terry Rozier seria a solução para o Charlotte Hornets?
Foto: Kent Smith/NBAE via Getty Images.

Mas qual o problema do Hornets?!

Até aqui?! O problema basicamente é o primeiro tempo de jogo. Nessa sequência de derrotas, o Hornets não terminou nenhuma vez o primeiro tempo com o saldo positivo no placar, daí falta aquele algo a mais para virar os jogos, afinal correr atrás do prejuízo acaba sendo sempre mais complicado do que a manutenção do placar.

O quinteto titular do Hornets até aqui, é o seguinte: Terry Hozier, Devonte’ Graham, Miles Bridges, PJ Washington e Bismack Biyombo. É um quinteto interessante, sem falar que o James Borrego ainda tem a disposição, Cody Zeller que pode jogar de pivô e substituir o Biyombo (ele na verdade tem um jogo a mais como títular do que o veterano).

Mas vamos lá! O Hornets tem médias de 103,8 pontos por partida, com um aproveitamento de 43.4% dos arremessos de dois pontos e 35,2% dos de três, hoje o ataque do Hornets só é o vigésimo oitavo da liga. Para se ter uma idéia, o Clippers que é o quinto melhor da liga tem 115,0 pontos de média por partida.

O Defensive Rating do Hornets é de 112,6, comparando mais uma vez com o Clippers (para mim a melhor defesa da NBA), o Defensive Rating é de 104,4. Até o Pace que podemos dizer aqui que é um mensurador de intensidade é menor, o Clippers tem 103,26 enquanto o Hornets tem 97,82.

Qual o problema do Charlotte Hornets com o primeiro tempo de jogo?
Existe uma combinação mais efetiva dentro do elenco?
Foto: Kent Smith/NBAE via Getty Images.

O que o Hornets tem que fazer?!

Nesse momento o melhor a se fazer é analisar o mercado, porque o elenco precisa de profundidade. Dessa profundidade sai a intensidade, talvez esse seja o maior problema do Hornets, a falta de intensidade, ter um primeiro quarto onde a equipe leva mais de 30 pontos, ficando com mais de 10 de diferença não é algo que pode acontecer se um elenco quer algo mais na NBA.

Mas a falta de opções do Coach Borrego é o maior problema, os jogadores citados são os que pontuam, sem falar que o Byombo entrega por jogo menos de 10 pontos, então não da para contar muito com ele ofensivamente.

O Hornets precisa de profundidade do elenco, para a equipe conseguir fazer mais de dez pontos em menos de dez minutos, sempre é preciso ter um dos jogadores que começam jogando, quando não mais de um e ainda estamos falando de pouco, por exemplo: .Batum, Hernangomez, Monk, Bacon e Bridges, esse quinteto entrega 12 pontos, em seis minutos só que o +/- é de -5. Então eles vão ter levado 17.

O problema piora quando você leva o +/- em consideração, das cinco melhores combinações ofensivas, somente a titular que é Biyombo, Rozier, Bridges, Graham e Washington, tem um índice positivo (1,6), fazendo 20,3 pontos em 9,2 minutos, a segunda melhor opção do Borrega que é Kidd-Gilchrist, Hernangomez, Bacon, Bridges e Martin, fazem 18 pontos em 8,4 minutos, mas tem o +/- de -7 ou seja, levam 25 pontos.

A única solução nesse momento é olhar o mercado, porque mudanças nas combinações do elenco, não ajudar muito aqui.

Não deixem de acompanhar o Área Restritiva nas redes sociais e se inscrever no nosso canal no YouTube.

Se liga na agenda de transmissões da semana 11 da NBA:

02 de janeiro – quinta-feira
0h30 – Detroit Pistons x Los Angeles Clippers, Band

03 de janeiro
22h – Philadelphia 76ers x Houston Rockets,ESPN
0h30 – New Orleans Pelicans x LA Lakers, ESPN

04 de janeiro
22h – Boston Celtics x Chicago Bulls, ESPN 2

05 de janeiro – domingo
17h30 – Los Angeles Clippers x New York Knicks, SporTV
20h – Portland Trail Blazers x Miami Heat, Band

06 de janeiro – segunda-feira
21h30 – Atlanta Hawks x Denver Nuggets, SporTV

Toda terça-feira um texto sobre a NBA aqui no Área, um texto semanal falando sobre o que aconteceu e o que pode acontecer no decorrer da semana da NBA. Acompanhem também o que acontece no Área Restritiva, no Facebook, Instagram e no Twitter.

SOBRE O AUTOR Diego Andrade, mais conhecido como Diego Silver. Professor de Educação Física. Pai, viciado em coisas de Nerd e é claro entusiasta do Basquetebol. Ex-Aluno do Bi-Campeão Mundial Rosa Branca, quando o mesmo era servidor do SESC Consolação. CONHECER TODO TIME
RESENHE COM A GENTE AÍ!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

 
 
VOLTAR AO TOPO
%d blogueiros gostam disto: