Precisamos de Shopping Center, não de Basquete

Dezembro começou não muito feliz para o Basquete Brasileiro, o Basquetebol perdeu o Ginásio do Ibirapuera

Não só São Paulo. Como o Brasil recebeu hoje, dia 01 de dezembro a incrivelmente triste notícia de que, o Complexo Esportivo do Ibirapuera irá ser demolido e com isso o local onde, hoje é o Ginásio do Ibirapuera, irá dar espaço para um Shopping Center.

Com isso diversas personalidades ligadas ao esporte (não só ao Basquete), se manifestaram através das redes sociais, declarando luto pelo que vai acontecer com o complexo esportivo.

Shopping Center? Entenda o caso!

Segundo o que foi apurado pelo Blog Olhar Olímpico, o que acontece ainda não está completamente definido. O problema foi que Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat), rejeitou ontem um pedido de tombamento de todo o complexo esportivo.

Com isso o Governador João Dória, retomou um projeto de privatização do complexo do Ibirapuera. A Idéia de privatizar o complexo existe desde a gestão Geraldo Alkimin, porém o antigo governador de São Paulo, buscava a modernização do espaço e não a demolição.

+LNB suspende NBB por tempo indeterminado a partir desta segunda

A proposta da atual gestão do estado de São Paulo, é a construção de um complexo arquitetônico, comercial e gastronômico. O projeto de proposta complexa ainda engloba a construção de um hotel e um novo espaço, servindo como arena multiuso, mas aqui mora o grande “x” da questão.

Aparentemente a construção da arena multiuso é um opcional e parte dos projetos apresentados tem a conservação do ginásio do Ibirapuera, mas estamos falando de todo um complexo esportivo.

Descaso com o esporte brasileiro

A possível concessão de todo o complexo esportivo para a iniciativa privada só certifica o quão grande é o descaso com o esporte brasileiro, falar só do ginásio do Ibirapuera é resumir muito toda a história, porque ainda tem o estádio onde inclusive esse que escreve esse texto teve experiências durante os anos de graduação em educação física.

Tem alojamentos, piscina o outro ginásio que recebe outras modalidades. Além de falarmos de eventos esportivos-culturais que todo o complexo já recebeu. Quantos jogos de voleibol, futsal e Basquete o Ginásio do Ibirapuera já recebeu, eventos de atletismo e aquáticos então.

+NBB CAIXA – Com Ibirapuera lotado, Jogo das Estrelas é sucesso absoluto

Estamos cansados de falar em diversas plataformas que não existe esporte de qualidade sem estrutura física e por mais que tenham os seus problemas o complexo do Ibirapuera, era uma das melhores opções para o esporte brasileiro. Não adianta esperar bons resultados internacionais, se nacionalmente vivemos o descaso com os esportes olímpicos.

É inegável que São Paulo precisa de uma arena moderna multiuso, o Ginásio do Ibirapuera não tem ar condicionado por exemplo e existiram tentativas junto a iniciativa privada de modernização do complexo. Mas agora abrir mão da história construída naquele local para construir hotéis, shopping center e até prédios residenciais é a certeza de que o esporte brasileiro não significa nada, já que dar esporte para a população não gera lucros diretos para o estado e os indiretos da muito trabalho.

O Área Restritiva está no YouTube, conheça o nosso canae se inscreva.

Um grupo para discutir Basquete como se estivesse em um bar? Conheça o Bar do Área!

Fique por dentro do que está acontecendo no Área em nossas redes sociais; marcamos presença no FacebookInstagram e no Twitter. Ah! Também estamos no Catarse, aqui você conhece todo o projeto do Área Restritiva.

Leia mais!

Deixe sua opinião

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Compartilhe!

Se inscreva!

últimas publicações