Os playoffs da WNBA de 2020 começam nesta terça-feira com dois jogos de eliminação direta na primeira rodada

Com a abertura dos playoffs nesta terça-feira (15), os times na bolha em Bradenton, Flórida, caem de 12 para 8. As equipes jogaram uma curta temporada de 22 jogos, mas os playoffs seguem o formato original: eliminação direta nas duas primeiras rodadas, e depois série melhor de cinco nas semifinais e nas finais da WNBA.

Já conhece o canal do Área Restritiva no Youtube? Clique e se inscreva

Com as candidatas à MVP A’ja Wilson (20.5 pontos, 8.5 rebotes e 2.0 assistências) liderando Las Vegas Aces, e Breanna Stewart (19.7 pontos, 8.3 rebotes e 3.6 assistências) liderando o segundo colocado  Seattle Storm, as equipes deram um adeus duplo e possuem mais tempo para descansar: não jogarão até as semifinais começarem no próximo domingo (20).

As outras equipes que completam os playoffs são: Los Angeles Sparks (3°), Minnesota Lynx (4°), Phoenix Mercury (5°), Chicago Sky (6°)  Connecticut Sun (7°) e o atual campeão da liga, Washington Mystics (8°).

Qual é a vantagem de ter o adeus duplo?

Muito grande! Desde que a liga passou para o atual formato de playoffs em 2016, as finais da WNBA igualaram as duas primeiras equipes  de cada ano, exceto 2018. Nesse ano,  o Washington Mystics (3°) venceu o  Atlanta Dream (2°) na semifinal. Os títulos nesse quesito foram para o: Los Angeles Sparks (2° em 2016), Minnesota Lynx (1° em 2017), Seattle (1° em 2018) e Washington (1° em 2019).

Quão fortes Las Vegas Aces (1°) e Seattle Storm (2°) parecem ser?

O Seattle Storm começou como o favorito da temporada antes mesmo que o basquete aparecesse na bolha da WNBA n IMG Academy no final de julho.

E embora o Las Vegas Aces tenha superado o Storm no final da temporada regular para conquistar a colocação 1 nos playoffs da WNBA de 2020 , Seattle continua sendo o favorito.

Os Aces venceram seis partidas seguidas, e o Storm venceu sete consecutivas até cair para Las Vegas por 86 a 84 no último domingo (13). Os Aces (88,7 pontos) e o Storm (87,5 pontos) são os dois times que mais pontuaram nesta temporada. 

No jogo ofensivo, Las Vegas (107,3) trocam de lugar com Seattle em primeiro (108,3). As equipes também estão em 1-2 na classificação defensiva, com Seattle com 93,3 e Las Vegas em 97,2. Aces também lidera as estatísticas em rebotes com 37,4 rebotes, contra o Storm em quinto lugar com 34,4 rebotes por jogo.

Lesões é a grande questão com o Storm, já que Stewart (pé) e Sue Bird (joelho) perderam seus últimos dois jogos. Mas, com uma semana antes do próximo jogo, possuem tempo para se recuperarem. Em algumas partidas de Seattle – Jewell Loyd (15.5 pontos, 2.4 rebotes e 3.2 assistências), Alysha Clark (10 pontos, 4.2 rebotes e 2.7 assistências) e Natasha Howard (9.5 pontos, 7.1 rebotes e 1.0 assistências) – foram peças fundamentais da equipe, assim como Stewart e Bird nesta temporada.

Ambas as equipes têm banco forte, mas os Aces ganham certa vantagem. O banco é liderado por Dearica Hamby (13 pontos e 7.1 rebotes e 2.7 assistências) e Jackie Young (11 pontos e 4,3 rebotes e 3.0 assistências). 

E o Los Angeles Sparks (3°) e o Minnesota Lynx (4°) ?

Presentes na segunda rodada dos playoffs, as equipes se enfrentaram nas finais de 2016 e 2017 da WNBA. O Sparks ainda tem três jogadoras-chave dessa série: Candace Parker (14.7 pontos, 9.7 rebotes e 4.6 assistências), Chelsea Gray (14 pontos, 3.7 rebotes e 5.3 assistencias) e Nneka Ogwumike (13.3 pontos, 4.8 rebotes e 1.7 assistências). O Lynx tem uma, Sylvia Fowles, mas ela está limitada a sete jogos por causa de uma lesão na panturrilha. 

A técnica do Minnesota, Cheryl Reeve, disse que está otimista com o retorno de Fowles para o playoff. Os ex-companheiros de equipe da UConn Crystal Dangerfield (16.2 pontos, 2.0 rebotes e 3.6 assistências) e Napheesa Collier (16.1 pontos, 9.0 rebotes e 3.3 assistências) lideraram o caminho para Minnesota. Além da brasileira Damiris Dantas, com médias de 14.7 pontos e 6.6 rebotes.

Alguma equipe está buscando seu primeiro título?

Três das oito equipes nunca ganharam a WNBA: Las Vegas Aces, Chicago Sky e Connecticut Sun. Os Aces começaram como Utah Starzz com a liga lançada em 1997, depois se mudaram para San Antonio em 2003. A equipe foi para as finais da WNBA de 2008, onde foi derrotada pelo Detroit Shock de Laimbeer.

A franquia The Stars deixou San Antonio após a temporada de 2017 e se tornou o Aces, em Las Vegas, com Laimbeer assumindo.

Chicago, uma franquia lançada em 2006, chegou às finais da WNBA uma vez, em 2014. Connecticut, que começou como o Orlando Miracle de 1999 a 2002, tornou-se o Sun em 2003 e perdeu três vezes as finais da WNBA : 2004, 2005 e 2019.

No quesito títulos, a equipe de Damiris Dantas, Minnesota Lynx, ganhou quatro campeonatos e é o maior campeão da liga. E Los Angeles Sparks, Phoenix Mercury e Seattle Storm têm três cada.

Adeus WNBA Bubble 

Estas equipes estão voltando para casa agora: Atlanta Dream (7-15), Dallas Wings (7-15), Indiana Fever (6-16) e New York Liberty (2-19). O par de vitórias do Liberty representa o menor número entre as equipes da WNBA em uma temporada. A pior marca era do Washington Mystics em 1998 e Tulsa em 2015, com três vitórias cada. A liga ainda não anunciou uma data para o sorteio do Draft de 2021.

Agenda WNBA playoffs

Aqui estão as partidas, datas e horários dos playoffs da WNBA 2020. No Brasil, a detentora dos direitos de transmissão é a ESPN, não há confirmação de exibição no Brasil 

Primeira rodada – Jogos eliminatórios

Terça-feira (15) – (7) Connecticut Sun x (6) Chicago Sky – 20h 
Terça-feira (15) – (8) Washington Mystics vs. (5) Phoenix Mercury – 22h 

Segunda rodada – Jogos eliminatórios

Quinta-feira (17) – A DEFINIR x Minnesota Lynx(4) – 20h 
Quinta-feira (17) A DEFINIR x Los Angeles (3) – 23h 

Semifinais  – Série melhor de cinco

Domingo (20) Jogo 1 – 14h 
Domingo (20) Jogo 1 – 16h 

Terça-feira (22) – Jogo 2 – 19h 
Terça-feira (22) – Jogo 2 – 21h 

Quinta-feira (24) – Jogo 3 – 20h30 
Quinta-feira (24) – Jogo 3 – 22h30 

Domingo (27) – Jogo 4 (se necessário) – 13h 
Domingo (27) – Jogo 4 (se necessário) – 16h 

Terça-feira (29) Jogo 5 (se necessário) – 20h 
Terça-feira (29) Jogo 5 (se necessário) – 22h 

Finais – Série melhor de cinco 

2 de Outubro – Jogo 1 – 20h 
4 de Outubro – Jogo 2 – 16h 
6 de Outubro – Jogo 3 – 20h 
8 de Outubro – Jogo 4 (se necessário) – 20h 
11 de Outubro – Jogo 5 (se necessário) – 16h 

O Área Restritiva está no YouTube, conheça o nosso canae se inscreva.

Já imaginou um grupo para discutir Basquete como se estivesse em um bar? Conheça o Bar do Área!

Fique por dentro do que está acontecendo no Área em nossas redes sociais; marcamos presença no FacebookInstagram e no Twitter. Ah! Também estamos no Catarse, aqui você conhece todo o projeto do Área Restritiva

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.