A rodada da WNBA tem vitória do Lynx e as atuais campeãs perdendo a invencibilidade na competição.

O fim de semana foi interessante para a WNBA, com seis confrontos eletrizantes, que trouxemos um resumo do que aconteceu para vocês. Confira o abaixo:

Minnesota Lynx 78 x 69 Connecticut Sun 

Com três vitórias em quatro partidas, a equipe da ala-pivô Damiris Dantas derrotou novamente o Connecticut Sun, por 78 a 69, em jogo válido pela quarta rodada da temporada regular. Diferente das outras partidas, Damiris não foi tão bem ofensivamente, mas contribuiu defensivamente na vitória. 

No primeiro quarto, Minnesota Lynx e Connecticut Sun fizeram uma partida bem equilibrada e com jogadas ofensivas individuais. O período inaugural teve o Lynx vencendo por 18 a 17. No segundo quarto, Minnesota parou de jogar, assim que o jogo de Sun cresceu, com erros equivocados de ambos os lados, Sun aproveitava mais as falhas do Lynx, levando o segundo quarto por 42 a 35.

Já conhece o canal do Área Restritiva no Youtube? Clique e se inscreva!

No segundo tempo vislumbramos um Lynx diferente, disposto a reagir. Suas jogadas melhoraram e algumas jogadoras reagiram a partida como a pivô Collier e a armadora Dangerfield que anotaram 15 pontos cada. Diminuindo a desvantagem. Zerada e sem rendimento no ataque, Damiris passou a ser mais participativa nos rebotes, contribuindo com seis bolas recuperadas. Lynx fechou o penúltimo quarto por 60 a 61.

A eficiência das equipes caiu no último período, mas o Lynx inibiu o Sun mantendo o controle da partida. Damiris acertou apenas dois dos onze arremessos que tentou na partida, fazendo apenas cinco pontos. Mas, pegou oito rebotes defensivos e duas roubadas de bola, além de ter dado três assistências nos 34 minutos em que ficou em quadra. A ala Bonner, do Sun, foi o destaque do duelo com 28 pontos. Pelo Lynx, Fowles fez 21 e Dangerfield e Collier contribuíram com 17.

Washington Mystics 86 x 88 Chicago Sky 

Quando o técnico do Washington Mystics, Mike Thibault, interrompeu o tempo limite com sua equipe perdendo por dois nos minutos finais do jogo, quase parecia que o último time invicto restante da Wubble encontraria uma maneira de pelo menos empatar o jogo, se não ganhar. Na última posse dos Mystics, Emma Meesseman recebeu o passe de entrada de Ariel Atkins, mas a forte defesa do Chicago Sky a forçou a chegar à linha de base, resultando em um passe fraco que foi cortado por Courtney Vandersloot. Quando o relógio chegou a zero, o Mystics caiu por 88 a 86.

O Chicago Sky segue surpreendendo com suas atuações consistentes e aguerridas. Tirou a invencibilidade das atuais campeãs da WNBA do jeito que está acostumado, no jogo coletivo. Cheyenne Parker com 16 pontos e seis rebotes liderou a equipe nas duas estatísticas. Já Kahleah Copper teve 14 pontos (6-11 nos arremessos e 2-4 de três) e cinco rebotes, enquanto Gabby Williams teve 16 pontos (6-10). Destaque também para Courtney Vandersloot, com oito assistências, e um importante roubo tardio quando o Chicago Sky venceu o Washington Mystics.

Apesar de uma perda desanimadora, o Mystics joga de froma emocionante e equilibrada até agora, ainda mais impressionante, considerando as jogadoras que perderam: Elena Delle Donne, Natasha Cloud, LaToya Sanders e a Tina Charles.

Los Angeles Sparks 75 x 81 Seattle Storm 

O Los Angeles Sparks vinha de uma boa sequência, considerando atuação e não resultado. No entanto, perdeu para o poderoso Seattle Storm por 75 a 81.  O Seattle Storm dominou o primeiro tempo, liderando os quartos por 45 pontos. O Sparks marcou apenas 29 pontos no primeiro tempo, parecendo desleixado, lento e desmotivado.

Quando chegou a segunda metade do jogo, LA decidiu desfazer o que havia sido um déficit de 17 pontos. E foram as duas veteranas Candace Parker e Seimone Augustus que lideraram o ataque. Parker continuou sua tendência no início da temporada de colocar um 2019 difícil para trás, enquanto liderava o Sparks com 19 pontos, 12 rebotes e 3 assistências. 

Com Nneka Ogwumike e Chelsea Gray lutando (elas somaram 20 pontos nos arremessos de 8 de 24), a defesa do Storm coloca a maior parte de seu foco em Parker. Ela conseguiu seus números, mas Storm fizeram o trabalho: a MVP virou a bola seis vezes e o ataque foi interrompido quando a defesa caiu sobre ela e ninguém forneceu uma válvula de liberação.

Leia mais sobre a WNBA, a maior cobertura da internet você encontra no Área

Augustus fez o seu melhor para sair do banco, marcando 12 pontos em 5 de 9 arremessos. Ela teve grande sucesso após grande arremesso ao longo do trecho, quando o Sparks reduziu o déficit para 10 para entrar no quadro final e o reduziu a um único jogo de posse de bola nos últimos minutos. Mas os campeões da WNBA 2018 acumularam muito espaço, graças em parte a 21 pontos, 9 rebotes, 5 assistências e 4 roubadas de bola de Breanna Stewart. Jordin Canada anotou 16 pontos. Os destaques do LA Sparks foram a pivô Candace Parker com 19 pontos e 12 rebotes, além da ala-pivô Nneka Ogwumike com 14 pontos e sete rebotes.

Phoenix Mercury 96 x 67 New York Liberty 

As veteranas Bria Hartley (27 pontos), Brittney Griner (16 pontos, seis rebotes) e Diana Taurasi (18 pontos, nove assistências) lideraram o Phoenix Mercury na vitória por 96 a 67 sobre o New York Liberty no domingo de WNBA.

Liberty jogou sem a escolha número 1 do Draft 2020, Sabrina Ionescu, que sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo grau 3 com uma derrota na sexta-feira (31) para o Atlanta Dream. Kia Nurse, que está lidando com sua própria lesão no tornozelo, jogou depois de perder o jogo de sexta-feira (31) e terminou com 16 pontos.

O Mercury teve um ótimo começo, com uma vantagem de 25 a 12 para terminar o primeiro período. Liberty ficou a uma curta distância, no entanto, por causa das próprias lutas de Phoenix. Com Skylar Diggins-Smith e Hartley combinando em 4 de 17 arremessos no primeiro tempo, Phoenix venceu por 41 a 27 no intervalo.

Com 6:38 restantes no terceiro quarto, Griner pegou sua quarta falta e foi mandada para o banco. Com uma das melhores pivô da liga no chão, a defesa do Mercury caiu. Nos cinco minutos seguintes, Nova York superou o Phoenix por 23 a 10, cortando um déficit de 15 pontos para dois pontos, mas o Mercury encerrou o terceiro período com 62 a 56.

Griner retornou no início do último quarto e o Mercury imediatamente correu 10-0, levando a um tempo limite em Nova York. O Phoenix continuou ampliando sua vantagem até o jogo estar fora de alcance, superando o Liberty por 34 a 11 no quarto final.

Atlanta Dream 77 x 93 Indiana Fever 

O Indiana Fever entrou em quadra contra o Atlanta Dream sem Natalie Achonwa devido uma lesão no tendão direito sofrida na sexta-feira (31). Lauren Cox e Erica Wheeler também não estavam disponíveis, ambas em protocolos médicos, o que não impediu a vitória por 93 a 77 – o suficiente para manter o otimismo.

O Dream saltou para uma vantagem de 10-0, mas Indiana respondeu com uma corrida de 13-0 e nunca mais perdeu. O Fever marcou os últimos cinco pontos do primeiro quarto e abriu o segundo com 11-2, fazendo 41-25 no jogo de três pontos de Tiffany Mitchell com 5:25 restantes.

Elizabeth Williams fez um lance livre para reduzir o déficit de Atlanta para sete, com 3:36 para jogar, mas Indiana respondeu com um surto de 10-2, marcado por 3 pontos de Kelsey Mitchell com 45,8 segundos restantes.

Dallas Wings 70 x 79 Las Vegas Aces 

O Dallas Wings – a equipe mais jovem da WNBA – ainda está tentando encontrar o ritmo na temporada, perdeu de 79 a 70 para o Las Vegas Aces. Mas  apresentou uma defesa muito melhorada, considerando que enfrentaram  uma equipe veterana com jogadoras consagradas como A’ja Wilson.

Las Vegas Aces que venceu quatros jogos seguidos contra o Wings, abriu o jogo com os nove primeiros pontos da partida e ampliou sua vantagem para 13 no primeiro período. Os Aces lideraram por 10 ou mais durante a maior parte do jogo, mas os Wings ocasionalmente faziam rodadas para manter o resultado em dúvida.

O Dallas marcou seis dos oito pontos finais no primeiro período, perdendo por seis e fez 11-2, o primeiro tempo acabou por  42 a 37 para o Aces. O Wings conseguiu uma bola de três  com Kayla Thornton no início do segundo tempo, chegando perto dos quatro, mas o Aces respondeu com uma sequência de 10-2 que empurrou sua liderança de volta em dois dígitos, e assim permaneceu até os segundos finais

Arike Ogunbowale liderou o Dallas com 20 pontos.  A novata Sabally acrescentou 10 pontos, seis rebotes, dois roubos de bola e duas assistências. Kayla McBride e Lindsay Allen fizeram 11 pontos cada, e Jackie Young e Dearica Hamby somaram 10 pontos para Las Vegas. Além de A’ja Wilson liderando a equipe com 19 pontos, oito rebotes e três assistências.

Agenda da WNBA

Hoje temos folga da WNBA Bubble, mas a semana está recheada de grandes duelos. Na próxima quarta-feira (05), Damiris Dantas entra em quadra novamente contra o New York Liberty. Então, anota na agenda e não perca nenhum jogo.

04 de agosto – terça-feira

20h – Phoenix Mercury x Atlanta Dream, League Pass
22h – Connecticut Sun x Seattle Storm, League Pass

05 de agosto – quarta-feira

20h – Minnesota Lynx x New York Liberty, League Pass
21h – Las Vegas Aces x Washington Mystics, League Pass

06 de agosto – quinta-feira

19h – Seattle Storm x Atlanta Dream, League Pass
21h – Connecticut Sun x Dallas Wings, League Pass
23h – Chicago Sky x Phoenix Mercury, ESPN 2

07 de agosto – sexta-feira

20h – New York x Washington Mystics, League Pass
22h – Los Angeles Sparks x Las Vegas Aces, League Pass

08 de agosto – sábado

13h – Atlanta Dream x Dallas Wings, ESPN 2
16h – Phoenix Mercury x Seattle Storm, League Pass
18h – Chicago Sky x Connecticut Sun, League Pass

09 de agosto – domingo

16h – Las Vegas Aces x New York Liberty, League Pass
20h – Minnesota Lynx x Los Angeles Sparks, League Pass

O Área Restritiva está no YouTube, conheça o nosso canal. Vídeos três vezes por semana.

Já imaginou um grupo para discutir Basquete como se estivesse em um bar? Conheça o Bar do Área!

Fique por dentro do que está acontecendo no Área em nossas redes sociais; marcamos presença no FacebookInstagram e no Twitter. Ah! Também estamos no Catarse, aqui você conhece todo o projeto do Área Restritiva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.