No ultimo sábado na Venezuela, aconteceram as finais da Liga das Américas, o Final Four disputado em Barquisimeto, teve a disputa do terceiro lugar entre os brasileiros Mogi das Cruzes/Helbor e Flamengo, com a final sendo disputada pelo Paschoalotto/Bauru contra os donos da casa.

Na primeira partida da noite o Mogi vence o Flamengo e fica com o terceiro lugar da Liga das Américas.

No último dia da Liga das Américas como foram os brasileiros
Foto: José Jimenez Tirado/Fiba Americas

O Mogi das Cruzes/Helbor ganhou do Flamengo por 73 a 71 e conquistou o terceiro lugar na Liga das Américas, disputada em Barquisimeto, na Venezuela. É a primeira participação na história do basquete mogiano em uma das mais importantes competições do esporte e o grupo já traz a medalha de bronze para casa.

Para o técnico Danilo Padovani, a conquista histórica é motivo de muita comemoração e fortalecimento para a equipe.

“A gente saiu muito satisfeito com o terceiro lugar. Nós ganhamos do campeão mundial, campeão das Américas e campeão brasileiro. O Flamengo dispensa apresentação, com um técnico de seleção brasileira. Foi um jogo de superação, muito bom ofensiva e coletivamente. Não foi o que a gente queria, que era sair com o título, mas pelo menos saímos com uma vitória. O time saiu fortalecido para dar sequência ao NBB, principalmente porque na quinta já recebemos o Paulistano em casa, defendendo a nossa invencibilidade no Hugão. Agora é descansar e voltar a focar no NBB. A gente precisa ganhar para continuar no G4.”

O jogo

A partida começou acirrada entre Mogi das Cruzes/Helbor e Flamengo, porém, o time do Rio de Janeiro se manteve à frente durante o primeiro quarto, que terminou em 17 a 18. Durante o segundo quarto os mogianos viraram o placar e fecharam o período com 39 pontos contra 32 dos cariocas .

O terceiro quarto foi bastante equilibrado em quadra, mas o Mogi das Cruzes/Helbor manteve sua vantagem no marcador: 58 a 52. No último período o Flamengo apertou o jogo, mas os mogianos conquistaram a vitória. No placar parcial, 15 a 19.

No último dia da Liga das Américas como foram os brasileiros
Paschoalotto/Bauru é vice-campeão da Liga das Américas 2016.
Foto: Caio Casagrande/Bauru Basket

Paschoalotto/Bauru é vice-campeão da Liga das Américas 2016

O Paschoalotto/Bauru é vice-campeão da Liga das Américas! A equipe bauruense foi superada para os donos da casa, o Guaros de Lara, por 84 a 79, no ginásio Domo Bolivariano, em Barquisimeto, na Venezuela. Em um jogo de superação, com três desfalques, a equipe bauruense buscou até o final o título e ficou com a medalha de prata.

Para o técnico Demétrius Ferracciú a equipe deixou o ‘corpo e a alma’ nessa final.

“O time jogou no limite e mesmo assim não deixou de acreditar nenhum minuto. Isso mostra o comprometimento de cada um aqui dentro. Deixamos corpo e alma na quadra, tivemos muitos obstáculos para chegar até aqui, mas chegamos. Tivemos a chance de ganhar e são coisas de momentos de jogo. Temos que enaltecer a dedicação e esforço de cada um. Não desistimos em nenhum momento. Isso mostrou o coração que temos. Hoje jogamos com o coração”, disse Demétrius.

O ala-pivô Jefferson William enalteceu a garra da equipe até o último minuto de jogo.

“O nosso time está de parabéns, lutamos até o final, cada jogador se doou até o último minuto. Não contamos com três jogadores muito importantes e os obstáculos foram aparecendo durante a partida. O time jogou no limita, lutamos até o fim chegamos muito longe. Isso só fortalece a equipe para o resto da temporada. Tenho muito orgulho em fazer parte dessa família”, disse Jefferson William.

O Paschoalotto/Bauru não pode contar com os atletas Paulinho Boracini, Rafael Hettsheimeir, lesionados e que não viajaram com a equipe, e Ricardo Fischer que na semifinal sentiu uma lesão no joelho direito e não pode atuar.

Na temporada passada o Paschoalotto/Bauru se tornou a primeira equipe a vencer a Liga SulAmericana e a Liga das Américas na mesma temporada e caso vencesse a final da Liga das Américas 2016, se tornaria a primeira equipe a ser bicampeã consecutiva da competição. Com a vitória dos donos da casa, o Guaros de Lara, conquistou a Liga das Américas, sem disputar uma etapa fora da sua cidade, todas as três etapas em que o Guaros de Lara participou foram em Barquisimeto, além de se tornar a primeira equipe da Venezuela a disputar um Final Four e com o resultado campeã da Liga das Américas 2016.