Embora esteja aposentado desde 2003, Michael Jordan segue sendo relevante dentro e fora do mundo esportivo

Em pleno ano de 2020, Michael Jordan segue sendo uma das maiores personalidades esportivas do mundo. O ex-jogador, e atual proprietário do Charlotte Hornets, segue protagonizando manchetes, mesmo aposentado do basquete. A última semana da lenda do Chicago Bulls foi muito agitada, ao ponto de ser necessária uma separação, por tópicos, abordando cada uma das três notícias envolvendo Michael Jordan.

Primeiramente, Michael Jordan ganhou o Emmy

No domingo, dia 20 de setembro, o documentário produzido pela ESPN em parceria com a Netflix, “The Last Dance” venceu a categoria de Melhor Série Documental não-fictícia no Emmy – a maior premiação da televisão norte-americana – superando American Masters, Hillary, MacMillion$ e Tiger King.

A série do diretor Jason Hehir, narrou a trajetória do Jordan na temporada 1997-98 (a última dança), relembrando conquistas anteriores e toda a sua história com o Chicago Bulls. Imagens inéditas de bastidores foram usadas ao longo dos 10 episódios da série.

Com participações de Scottie Pippen, Dennis Rodman, Phil Jackson, Steve Kerr, Magic Johnson, Larry Bird, Isiah Thomas e até mesmo os ex-presidentes Bill Clinton e Barack Obama, a série foi um sucesso estrondoso, chegando a média de 5 milhões de telespectadores em seus episódios de estreia.

Acredite se quiser, Jordan criou uma equipe na Nascar

A notícia da vez ocorreu na terça-feira, dia 22. Fã de automobilismo, Michael Jordan decidiu se juntar ao piloto Denny Hamlin para juntos criarem a His Airness – em alusão ao famoso apelido de Jordan por conta de suas enterradas. A equipe vai competir na Nascar a partir de 2021, e contará com o próprio Denny Hamlin, além do piloto Bubba Wallace, o único negro a competir na categoria.

Historicamente, a Nascar tem problemas como a diversidade e há poucos proprietários negros. O momento parecia perfeito, pois a Nascar está evoluindo e abraçando cada vez mais as mudanças sociais – Michael Jordan em comunicado após anunciar a criação da equipe

Michael passa a ser o primeiro negro dono de uma equipe de automobilismo desde Wendell Scott, lendário piloto que correu na Nascar entre 1961 e 1974. A Nascar recebeu a notícia com entusiasmo, pois a presença de Jordan na categoria promete trazer muita popularidade e, principalmente, representatividade.

Por fim, Jordan é eleito um dos 20 homens mais admirados do mundo

Para fechar a matéria com chave de ouro, na sexta-feira, dia 25, Jordan foi eleito o décimo terceiro homem mais admirado do mundo, em pesquisa da empresa britânica YouGov. Jordan ficou atrás de nomes como Bill Gates, o já citado Barack Obama, Dalai Lama e, dentre os esportistas, só aparece atrás de Lionel Messi e Cristiano Ronaldo.

Essa definitivamente foi uma semana muito especial para o maior – e melhor, desculpa LeBron – jogador da história do basquete. Só podemos torcer para que o legado e o impacto cultural de Michael Jordan continuem influenciando as próximas gerações.

O Área Restritiva está no YouTube, conheça o nosso canae se inscreva.

Já imaginou um grupo para discutir Basquete como se estivesse em um bar? Conheça o Bar do Área!

Fique por dentro do que está acontecendo no Área em nossas redes sociais; marcamos presença no FacebookInstagram e no Twitter. Ah! Também estamos no Catarse, aqui você conhece todo o projeto do Área Restritiva

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.