Miami Heat, descobriu como vencer a NBA Finals

O resultado do jogo seis das finais da NBA, vem da solução de um problema que poucos viram, o banco do Lakers é melhor que o do Miami Heat.

O Miami Heat, conseguiu algo que poucos imaginavam que fosse acontecer. Algo contra a numerologia da campanha do Lakers nos playoffs da NBA, a série não acabou em 5 jogos e por mais estranho que essa afirmação possa parecer o jogo acabaria em 5, justamente pelo banco de reservas do LA Lakers ser melhor do que o banco de reservas do Miami Heat.

Calma caro leitor, contra os fatos não há argumentos. A segunda unidade do LA Lakers teve uma produção melhor em todos os jogos da série, com excessão da derrota no jogo 5.

Já conhece o canal do Área Restritiva no Youtube? Clique e se inscreva

Todo mundo sabe da produção ofensiva de LeBron James e Anthony Davis, isso não é novidade em nenhum lugar do mundo. São dois jogadores com qualidade para levar a bola, que consegue criar seus próprios arremessos e que levam vantagem em quase todos os Matchups, o mesmo não acontece com o elenco de apoio das duas estrelas.

Mas podemos destacar em cada um dos quatro primeiros jogos, o quão bons foram os jogadores de apoio. Podemos ir mais longe, ao falar do crescimento deles em cada uma das séries anteriores e não precisamos de números, só pelo apelo aos apelidos como Adulto Kuzma, Playoff Rondo e Carushow, KCP deixando de ser questionado aos poucos, Markieff Morris jogando mais minutos e Dwight Howard virando titular.

Miami Heat entendeu como parar o Lakers, é só dar a bola para o LeBron
Foto: Associated Press
Porém, como disse contra fatos não há argumentos:

No jogo 1 das finais, vitória do Lakers por 116 à 98. Danny Green titular e o jogador com o maior +/- da partida com +21, contribuindo com 11 pontos. Além dele o Caruso, que jogou 22 minutos, fez 10 pontos.

O jogo 2 foi aquele jogo complicado para o Miami Heat, mas mesmo assim o Heat já colocou o Butler para jogar 45 minutos. O lakers venceu por 124 à 114 e o Rajon Rondo fazendo 16 pontos.

Já no jogo 3, o Miami Heat vence a partida com aquela atuação memorável do Jimmy Butler. Mas pelo lado do Lakers Markieff Morris e Kyle Kuzma fizeram 19 pontos cada um (LeBron James fez 15 e AD 25), o Miami Heat venceu por 115 à 104.

O jogo 4, vitória do Lakers por 102 à 96, a bola foi mais distribuída e a pontuação diluída. Dos 9 jogadores do Lakers que entraram em quadra, Dwight Howard foi o único que não pontuou. KCP (15), Danny Green (10), Morris (9), Kuzma (9), Caruso (7) e Rondo (2).

Leituras para as mudanças defensivas são a chave para a vitória do Heat.
Foto: Mark J. Terrill / Associated Press

Heat vence o Lakers no Jogo 5, o que realmente aconteceu?

Todo mundo prestou atenção no grande nome da partida, Jimmy Butler. Claro que não podemos deixar passar mais uma atuação incrível, Jimmy Butler ficou fora de quadra 47:11 minutos, fez mais um triplo duplo com 35 pontos, 12 rebotes e 11 assistências, além dele o Duncan Robinson fez 26 pontos, com 7 arremessos de 3 convertidos em 13 tentados.

Mas o sucesso do Heat não veio daí, veio em alimentar o LeBron James e Anthony Davis tirando a comida do prato de todos os outros nomes do elenco do Lakers. LeBron fez 40 pontos e 13 rebotes e AD 28 pontos e 12 rebotes, um duplo-duplo da dupla (que poético), mas foi só isso.

Okay! KCP fez seus 16 pontos, mas se falarmos do resto da contribuição dele em quadra o +/- dele é 0, Danny Green por mais que seja questionado nesse momento, atuou bem defensivamente e contribuiu mais em quadra do que LeBron e AD, isso não quer dizer que os NBA All-Stars tenham sido ruins em quadra, ou que o Green seja maravilhoso, mas podemos dizer que em contribuição nessa partida, os três estão no mesmo patamar.

Miami Heat conseguiu deixar os coadjuvantes do Lakers sem recurso
Foto: AP Photo/Mark J. Terrill

+Leia também! O segredo para o Miami Heat ser campeão da NBA

Enquanto todo mundo prestou atenção no duelo físico entre Anthony Davis e Bam Adebayo e na batalha mental entre LeBron James e Jimmy Butler, todo mundo deixou de lado o que acontecia com o restante do elenco do Lakers e eles sufocaram perante a marcação do Heat.

O sistema defensivo evoluiu muito, passando de um Sistema Defensivo por Zona, para um Matchup, que é um sistema baseado em conceitos, variando rapidamente entre Sistema por Zona e Sistema Individual. Dessa maneira o Heat conseguiu aumentar o tempo do Lakers com bola no ataque, isolando os seus coadjuvantes.

Situações simples, como propor isolation para o LeBron James em um sistema individual e Sistema por Zona com o Anthony Davis próximo a cesta, facilitando a cobertura e o caso do AD como descrevemos aqui, a Matchup muda para um sistema individual com dobra ou ajuda, onde esse apoio defensivo vai depender da ação ofensiva do Davis no poste baixo.

Parece complicado. Bom, na verdade é! Mas não para a comissão técnica de Spoelstra que soube ensinar isso com maestria.

O resultado dessas mudanças dependendo das ações de LeBron James e Anthony Davis, ao mesmo tempo que fez com que existissem situações fáceis para os dois tirou do jogo todos os outros jogadores, Markieff Morris em 23 minutos de quadra tentou 2 arremessos.

Kyle Kuzma, 3/10 dos arremessos de quadra em 22 minutos, Caruso tentou três arremessos em 23 minutos, Dwight Howard jogou 15 minutos e fez dois pontos. A bola em nenhum momento do jogo chegou em condições de fazer esses jogadores pontuarem e o maior exemplo disso é Markieff Morris.

Morris que adquiriu um arremesso confiável dos três pontos, mas não tem qualidade de bola em mãos para criar seu arremesso sozinho. Caruso perdeu espaço em quadra com as coberturas defensivas do Heat, que o forçaram a jogar longe de suas áreas de conforto.

O Miami Heat tem todas as cartas na mesa para dominar o Los Angeles Lakers e vencer a série, porque o que o Lakers precisa nesse momento é algo muito difícil de acontecer.

O Área Restritiva está no YouTube, conheça o nosso canae se inscreva.

Já imaginou um grupo para discutir Basquete como se estivesse em um bar? Conheça o Bar do Área!

Fique por dentro do que está acontecendo no Área em nossas redes sociais; marcamos presença no FacebookInstagram e no Twitter. Ah! Também estamos no Catarse, aqui você conhece todo o projeto do Área Restritiva.

Leia mais!

Deixe sua opinião

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Compartilhe!

Se inscreva!

últimas publicações