Vários atletas se mobilizaram em prol do movimento Black Lives Matter que se alastrou pelos Estados Unidos nos últimos dias.

Seguindo os passos de seu avô, o nativo da região de Atlanta, Malcolm Brogdon marchou com o movimento no local de nascimento de Martin Luther King.

Na foto, Malcolm Brodgon em manifestação do movimento Black Lives Matter, na foto ele está segurando um megafone conversando com manifestantes durante a marcha. Malcolm Brogdon e a firmeza em seu posicionamento pelo Black Lives Matter - Área Restritiva
Foto: Reprodução: @fchwpo / Instagram

Em reação à trágica morte de George Floyd em Minnesota, que morreu depois que um policial branco, Derek Chauvin, pressionou com o joelho o pescoço de Floyd por vários minutos, Malcolm Brogdon esteve entre os que estavam em Atlanta protestando contra o crescente número de assassinatos de pessoas negras relacionados à brutalidade policial.

Na foto, Uma foto close de rosto do George Floyd. Malcolm Brogdon e a firmeza em seu posicionamento pelo Black Lives Matter - Área Restritiva
Foto: TWITTER/RUTH RICHARDSON

Segurando um megafone enquanto marchava ao lado de Jaylen Brown, de Boston, Brogdon se manifestou contra a discriminação com um discurso potente e emocionado.

View this post on Instagram

@malcolmbrogdon @jusanderson1

A post shared by جيلين براون (@fchwpo) on

“Tenho irmãos, tenho irmãs, tenho amigos que estão nas ruas, que estão por aí, que não chegaram nesse nível, mas estão passando pelo mesmo: sendo enquadrados e discriminados dia após dia ”, disse o armador de 27 anos e membro da comunidade. “Lidando com os mesmas m*rdas —  Isso é sistemático. Isso não é algo… Nós não precisamos queimar nossas casas. Nós construímos esta cidade. Essa é a cidade negra com mais orgulhosa do mundo. Do mundo, cara! Vamos nos orgulhar disso. Vamos focar nossas energias. Vamos aproveitar esse momento juntos, nós temos influência agora. Esse é um momento histórico!

As pessoas vão olhar daqui a um tempo e dizer: “você fez parte disso”. Eu tenho um avô que marchou ao lado de Martin Luther King nos anos 60, e ele foi incrível. Ele ficaria orgulhoso de ver todos aqui. Temos que continuar avançando. Jaylen, cara, está liderando essa causa e estou orgulhoso dele. Nós precisamos de mais líderes. Nós precisamos de mais pessoas falando…”

Ei! Já leu meu ultimo texto aqui no Área? Scottie Pippen está furioso com The Last Dance.

E Brogdon segue firme na luta!

Em uma entrevista concedida à ESPN, ele disse que os afro-americanos precisam continuar sendo ouvidos após a morte de George Floyd.

“É importante para nós ficarmos indignados”, disse ele no programa “First Take” da ESPN. “É importante continuarmos com raiva, protestar, lançar luz para destacar o sistema quebrado em que estamos vivendo”.

Brogdon observou que a frustração afro-americana foi ampliada por causa da pandemia do novo coronavírus.

“São pessoas que tiveram cheques atrasados ​​ou cancelados há dois meses. As pessoas estão desesperadas”, disse ele. “A pandemia, COVID, tem como alvo as pessoas negras. Somos as pessoas que não têm acesso aos cuidados de saúde. As pessoas precisam entender a desesperança em que nossa comunidade se encontra, o quão desesperados nos sentimos.”

Brogdon disse que os atletas têm a oportunidade de se tornar mais proeminentes nos movimentos sociais e comentou sobre a importância dos atletas se manifestarem.

“(Colin) Kaepernick é nosso atual Muhammad Ali. Ele era um cara que estava no topo de seu jogo em seu campo e sacrificou tudo isso por seu povo”, disse Brogdon. Acho que tivemos líderes que estão interessados ​​em manter o status quo, e isso precisa mudar. Temos que estar mais interessados ​​no progresso, avançando e dando trancos e barrancos e obtendo verdadeira igualdade. E foi isso que Kaepernick fez.”

Na ultima semana falamos de jogadores de Basquete e suas opiniões publicar, da uma olhada nesse texto e nesse também.

Na foto Colin Kaepernick de joelhos antes de um jogo da NFL. Malcolm Brogdon e a firmeza em seu posicionamento pelo Black Lives Matter - Área Restritiva
Foto: Divulgação/NFL

O Área Restritiva está no YouTube, conheça o nosso canal. Vídeos três vezes por semana.

Fique por dentro do que está acontecendo no Área em nossas redes sociais; marcamos presença no FacebookInstagram e no Twitter. Ah! Também estamos no Catarse, aqui você conhece todo o projeto do Área Restritiva.