Nos últimos dias, Kyrie Irving ganhou voz na imprensa norte-americana, mas o que ele quer?

Kyrie Irving tem organizado reuniões e conversado com a imprensa sobre suas preocupações e os movimentos sociais que tem tomado as ruas nos Estados Unidos nas últimas semanas. Mas o que ele quer nesse momento e quem apoia o posicionamento do Uncle Drew? O Área veio falar tudo isso para vocês hoje.

Já conhece o canal do Área Restritiva no Youtube? Clique e se inscreva!

O mundo está dividido e de alguma forma isso acaba influenciando a NBA, a diferença é que o mundo está dividido entre os movimentos antirracistas inflamados pela violência policial das últimas semanas e as pessoas que não entendem o que movimentos como o Black Lives Matter estão lutando; na liga, a divisão se baseia em como continuar a luta pelos direitos do povo preto.

Com isso, Kyrie Irving virou o pilar de um polo que é contra o retorno dos jogos na NBA e mais uma vez, a preocupação aqui é tudo, menos o coronavírus. Isso claramente a NBA conseguiu suprimir, em uma recente participação do Paul Pierce no programa The Jump, ele afirmou que se sentiria mais seguro jogando esses 4 meses na NBA do que na sua rotina em casa, já que a NBA produzirá um ambiente seguro e o nosso cotidiano ainda não é capaz de reproduzir o mesmo.

Leia também! Kyrie x LeBron? Atletas da NBA Rachados? Entenda!

Na foto, Kyrie Irving batendo bola durante o Media Day do Brooklyn Nets. Kyrie Sindicalista? Entenda o lado de Kyrie Irving - Área Restritiva
Kyrie Irving se tornou uma das vozes entre os jogadores quanto ao posicionamento a favor dos movimentos afro-americanos.
Foto: Divulgação/NBAE

Mas, qual a preocupação de Kyrie Irving?

Irving entende que nesse momento o retorno da NBA iria prejudicar diretamente os movimentos que estão acontecendo, tudo porque a mídia iria voltar suas câmeras para a NBA e não para os protestos, além disso existe também o poder de influência que alguns jogadores têm, eles fora das ruas podem impactar negativamente o que está acontecendo atualmente.

Esse não é só um ponto de vista do Kyrie Irving mas também de outros jogadores e ex-atletas da NBA; um grande exemplo deles é Stephen Jackson, o campeão da NBA em 2003 pelo San Antonio Spurs e agora aposentado das quadras, estava longe dos holofotes, talvez o seu único compromisso com a mídia seja o podcast All the Smoke, junto do amigo e também campeão da NBA (Warriors em 2017) Matt Barnes.

Mas, como o próprio Jackson falou em entrevista para a ESPN norte-americana, ele não procurava os holofotes, ele não procurava dar voz aos movimentos, mas o povo esperava para ouvir o que ele tinha para dizer e ele entendeu que precisava ajudar de alguma forma. Stephen Jackson, que era amigo de George Floyd, é figura cativa dos protestos que tem acontecido nos Estados Unidos.

Outros nomes como Malcolm Brogdon, Stephen Curry, Enes Kanter, JR Smith, Jordan Clarkson, Jaylen Brown e tantos outros estão nas ruas sem falar do apoio financeiro dos jogadores da NBA para os movimentos negros que estão acontecendo. 74,4% dos jogadores da NBA são negros.

Fique por dentro de tudo o que acontece na NBA! Temos alguns textos para você.

Na foto, Stephen Jackson, falando para pessoas em uma das manifestações pedindo justiça por George Floyd, homem negro assassinado por policiais. Kyrie Sindicalista? Entenda o lado de Kyrie Irving - Área Restritiva
Stephen Jackson, mesmo sem intenção, virou um dos rostos que vão ser reconhecidos para sempre por seu posicionamento nos movimentos sociais negros nos Estados Unidos.
Foto: Divulgação

Quem apoia o posicionamento de Kyrie publicamente?

Na última semana, o mundo tomou conhecimento de uma reunião que aconteceu com 80-100 atletas da NBA e da WNBA, a reunião presidida por Kyrie Irving tinha o objetivo de formar uma coalizão de atletas das duas ligas a fim de se posicionarem contra o retorno das competições, não só a NBA, como a WNBA também irá retornar.

Mas Irving falar que não apoia o retorno da NBA é fácil, não é? Ele não iria jogar mesmo. Porém, outros jogadores que vão jogar apoiam publicamente o posicionamento de Kyrie e dois deles são, inclusive, favoritos a título.

Dwight Howard falou com a imprensa e para ele não faz sentido conquistar um título da NBA dando as costas para o que está acontecendo, ele abriria mão sim de um título da NBA para apoiar a comunidade negra nos Estados Unidos, um título não vale mais do que a causa.

Avery Bradley também pensa assim, mas ele ainda vai mais além endossando a voz de Kyrie Irving, para ele o boicote da temporada 2019/20 também serve para machucar a liga, uma vez que os jogadores negros da NBA, trabalham duro para transformar a liga em uma marca forte, então a liga precisa trabalhar para fortalecer a comunidade.

A Coalizão dos jogadores pede um posicionamento diferente da liga quanto a comunidade negra, pedindo inclusive mudanças na NBA como organização.

  • Melhores oportunidades de emprego para Negros em cargos administrativos e nas comissões técnicas;
  • O gerenciamento da liga tem que refletir a composição de atletas;
  • Doações para organizações que servem as comunidades negras;
  • Parcerias com micro-empresários negros e trabalhadores das arenas.

Quer saber como estão os times da NBA? Então leia! NBA volta! Mas como os times estão?

Na foto, Avery Bradley em uma coletiva de imprensa do LA Lakers, ele está com o uniforme da franquia sentado na mesa a frente de um Backdrop do Lakers. Kyrie Sindicalista? Entenda o lado de Kyrie Irving - Área Restritiva
Avery Bradley, soltou um comunicado oficial apoiando Kyrie Irving e em nome da coalisão dos jogadores.
Foto: Chris Elise/Getty Images

Próximos passos: Coalizão x NBA

Nesse momento, existem duas situações que devemos ficar atentos:

A primeira delas é a deadline da NBA para a inscrição de jogadores na NBA Bubble. As franquias têm até o dia 24 de junho para informar quais jogadores vão ou não para a Disney; além disso, uma nova janela de transferências será aberta no dia 22, se encerrando no dia 30 de junho; nessa janela todas as 30 franquias da NBA podem contratar jogadores.

Entenda! 22 times jogam, mas a NBA tem 30. A conta não fecha!

A segunda situação é a possível liga organizada por Kyrie Irving. Na última terça-feira (dia 16), Kyrie conversou mais uma vez com os jogadores do Brooklyn Nets, a conversa teve um tom mais enérgico e o armador pedia que os jogadores não participassem dos jogos em Orlando e que, se fosse necessário, eles iriam fundar a própria liga.

A ideia não é de toda errada ou maluca, a partir do momento que 74,4% dos jogadores da NBA são negros e são eles os principais ativos da NBA, uma liga que iria tirar esses nomes da NBA e colocá-los em outro lugar iria ter um outro impacto, não?

Bom, a próxima semana deve ser crucial para o que os jogadores estão defendendo e amanhã eu trago para vocês a outra visão sobre o que está acontecendo na NBA.

O Área Restritiva está no YouTube, conheça o nosso canal. Vídeos três vezes por semana.

Fique por dentro do que está acontecendo no Área em nossas redes sociais; marcamos presença no FacebookInstagram e no Twitter. Ah! Também estamos no Catarse, aqui você conhece todo o projeto do Área Restritiva.