Há 10 anos Kobe Bryant levantava o título de campeão da NBA, a última conquista do LA Lakers

Você lembra o que você comeu ontem? Provavelmente nesse momento você está se perguntando se o arroz estava por cima ou por baixo, mas será que você lembra das finais da NBA da temporada 2009/10 entre LA Lakers e Boston Celtics? Aquele foi o último título de Kobe Bryant e a última conquista do Lakers.

Hoje completam 10 anos da última vez que o mundo viu o Lakers comemorando um título na NBA, mas o que será que estava acontecendo no mundo naquele período, como o mundo estava em junho de 2010? Como foi a temporada 2009/10 da NBA?

Leia! Biografia: Kobe Bryant, quem foi o último gênio do Basquetebol?

Raio-x da temporada 2009/10 da NBA

A temporada 2009/10 começa com o Lakers como o time a ser batido, atual campeão da NBA ao vencer as finais contra o Orlando Magic em cinco jogos, com Kobe Bryant ficando com o título de MVP das Finais.

2009 foi o ano em que Blake Griffin chegou na NBA, draftado pelo LA Clippers na primeira posição do Draft daquele ano, o NBA All-Star Weekend acontecia em Dallas e, pela segunda vez na história, todas as franquias da Conferência Oeste venceram 50 jogos ou mais na temporada regular.

Também pela segunda vez na história uma franquia consegue ter a melhor campanha da temporada regular com 61 vitórias, mas esse é o menor recorde da NBA. O Cleveland Cavaliers do atual MVP da temporada regular e do melhor técnico do ano, respectivamente LeBron James e Larry Brown, conseguiu igualar a campanha do Indiana Pacers de 2003/04, será que foi uma temporada interessante?

Para fechar essa Raio-x da temporada 2009/10 LeBron James (26 anos) se tornou o jogador mais jovem a alcançar 15.000 pontos na NBA, Josh Smith do Atlanta Hawks foi o jogador mais novo a dar 1.000 tocos, Dirk Nowitzki foi o primeiro jogador europeu a fazer 20.000 pontos e Kobe Bryant (32 anos) se tornou o jogador mais jovem a fazer 25.000 pontos.

Dá uma olhada nesse texto. Os números de Kobe Bryant, a diferença do #08 para o #24

A Campanha do Los Angeles Lakers

A temporada 2009/10 do Lakers tem um único objetivo: o título da temporada, e para isso eles foram a franquia com a maior folha salarial da NBA com 112.7mi de dólares (21,4 de luxury tax), manteve o núcleo do time com Derek Fisher, Pau Gasol, Ron Artest (ainda não era Metta World Peace), Lamar Odom, Shannon Brown e Kobe Bryant.

Na foto, o elenco do Lakers na foto de inicio de temporada com os jogadores e membros da comissão técnicas organizados em três fileiras. Kobe Bryant e a última alegria do Lakers - Área Restritiva
Foto: Divulgação/NBAE

O Lakers abriu a temporada com 7 vitórias e 1 derrota e fechou a temporada com 57 vitórias e 25 derrotas (a melhor campanha do oeste); enfrentou assim o Oklahoma City Thunder na primeira rodada dos Playoffs daquele ano, varrendo o Utah Jazz por 4 a 0 na sequência, repetindo uma série em seis jogos contra o Phoenix Suns e indo para as Finais contra o Boston Celtics.

Se você assistiu o vídeo de hoje no canal do Área, sabe que a final mais esperada do Lakers é sempre contra o Boston Celtics, rivais históricos da NBA, tem até documentário sobre o confronto feito pela ESPN.

As finais da NBA daquele ano foram sem sombra de dúvidas uma das mais empolgantes dos últimos anos, a temporada mais equilibrada dos últimos anos, ou melhor, a segunda mais equilibrada da história e com uma final sendo decidida em sete jogos. Foi uma temporada digna de filme.

Dia Inesquecível! Kobe Bryant fez o Staples Center se calar. O dia dos 81 pontos

LA Lakers x Boston Celtics – Best Enemies

Vamos refrescar a memória um pouco. Em 2009 o dólar estava R$ 2,10, o Gugu ainda estava no SBT, ainda tinha “Casseta & Planeta: Urgente” e TV Xuxa. Fora isso, o elenco do Boston Celtics tinha Ray Allen, Kevin Garnett, Paul Pierce, Nate Robinson, Rajon Rondo, Brian Scalabrine, Kendrick Perkins e Rasheed Wallace.

A sequência dos playoffs era diferente do que é hoje, naquela temporada a série tinha o jogo 6 e 7 na casa da melhor campanha, então o Celtics fez tudo o que pode para tentar fechar a série em casa, o formato era 2-3-2.

A série começa no Staples Center, já que o Lakers tem uma melhor campanha do que o Celtics, o resultado do jogo não poderia ser outro, pelo menos não para os fãs do Lakers: vitória dos donos da casa, que não conseguiram repetir a dose no jogo dois. 102 a 89 no jogo 1, com o Kobe cestinha com 30 pontos; e 103 a 94 e dessa vez Ray Allen como cestinha 32 pontos.

Na foto, Kobe Bryant correndo para comemorar o título de Campeão em cima do Boston Celtics. Kobe Bryant e a última alegria do Lakers - Área Restritiva
Foto: Robert Gauthier / Los Angeles Times

Agora, três jogos seguidos no TD Garden. Se existisse uma La Bombonera na NBA seria, sem dúvidas, o TD Garden – já que Lakers e Celtics podem ser nossa versão de Boca e River. Três jogos, mas aqui o susto que o torcedor do Lakers não queria: voltar para casa sem o controle da série. 2 a 3 para o Celtics, mesmo com o Lakers vencendo o jogo 3 (91 a 84), não conseguiram segurar a vantagem, 96 a 80 e 92 à 86. O jogo cinco talvez tenha sido a maior derrota do Lakers na série, não pelo resultado em si, mas pelos 38 pontos de Kobe Bryant.

Bom, voltando para o Staples Center, o resultado vocês já sabem: duas vitórias do Lakers. Mas os dois jogos talvez o Lakers tenha ganho mesmo no jogo 6, ao vencer por 89 a 67, a maior diferença na série; apesar da vitória apertada no jogo 7, por 83 a 79, o Lakers se impôs de outra maneira na série, Kobe deixou 26 e 23 pontos respectivamente e ficou com o título de MVP nas Finais, além, é claro, do seu quinto anel de campeão.

Na foto, o elenco do LA Lakers comemorando a conquista do título de 2010, no centro da foto Kobe Bryant levantando o troféu Larry O'Brien a foto é tirada de cima. Kobe Bryant e a última alegria do Lakers - Área Restritiva
Foto: Juan Ocampo/NBAE via Getty Images

O título de 2010 não foi só o quinto título de Kobe Bryant, mas também o décimo primeiro de Phil Jackson, Kareem Abdul-Jabbar também conquistou o seu segundo título como assistente técnico, os dois com o Lakers (2009-2010).

O Área Restritiva está no YouTube, conheça o nosso canal. Vídeos três vezes por semana.

Fique por dentro do que está acontecendo no Área em nossas redes sociais; marcamos presença no FacebookInstagram e no Twitter. Ah! Também estamos no Catarse, aqui você conhece todo o projeto do Área Restritiva.