Um trabalho escrito por Dias Neto, falando da importância da utilização de índices e indicadores estatísticos para a obtenção da vitória no Basquetebol, sim existe um trabalho sobre isso e ele precisa ser exaltado pelo trabalho e pelo pesquisador que prontamente me atendeu para tirar dúvidas quanto ao trabalho.

Ter o contato com o pesquisador responsável pelo trabalho, ajuda muito e sim isso merece ser exaltado, porque quantas vezes você encaminha um e-mail para alguém e essa pessoa não retorna, agora imagina você em meio a suas pesquisas acadêmicas ter contato com um autor que é referência em seu trabalho.

Bom, chega de rasgação de Seda. Segue o Resumo:

A importância dos indicadores estatísticos para a obtenção da vitória no Campeonato Mundial de Basquetebol adulto masculino 2006

O objetivo do estudo foi diagnosticar quais os indicadores estatísticos mais importantes para a obtenção da vitória no Campeonato Mundial de Basquetebol Adulto Masculino 2006 e fazer uma revisão dos escritos sobre o assunto. De posse das estatísticas oficiais do referido torneio, destacou-se as partidas nas quais a diferença entre a seleção vencedora e a vencida não superou os 12 pontos (N=38).

Em cada partida foram comparados 16 indicadores estatísticos, sendo anotado em quais as equipes vencedoras superaram as perdedoras. O percentual de arremesso de dois pontos, o percentual geral de arremesso, os lances livres convertidos, o numero de faltas sofridas e o numero de assistências parecem ser os indicadores mais importantes para a obtenção da vitória no basquetebol, embora em apoio à análise quantitativa, seja também interessante uma visão qualitativa de desempenho. O rebote defensivo, o total de rebotes e as bolas recuperadas parecem não ter influência significativa nos resultados das partidas, contrariando alguns estudos.

Os resultados deste trabalho reafirmam a importância da agressividade ofensiva, da eficiência nos lances livres, do jogo coletivo e da seleção dos arremessos para o sucesso no basquetebol.

Meu parecer sobre o trabalho:

Trabalho também muito bem escrito e com referências muito relevantes, ele aponta alguns problemas do Scout tradicional como valorizar alguns momentos do jogo.

Segundo o Autor, uma boa postura defensiva minimiza o número de faltas cometidas e ainda um bom treino deve ter em seus conteúdos situações que simulem momentos onde as faltas devem ser evitadas, como por exemplo fim de jogo, ou então situações inversas onde as faltas devem ser cometidas afim de ganhar tempo no jogo.

Trabalho publicado na Fitness & performance journal, V. 6 – Nº. 1, Janeiro/Fevereiro 2007, Rio de Janeiro – págs. 57-61. ISSN 1676-5133
Autor: José Marinho Dias Neto.

Segue o trabalho para Download:

Conheça outras pesquisas e análises científicas aqui, temos um espaço só para isso!

O Área Restritiva está no YouTube, conheça o nosso canal. Vídeos três vezes por semana.

Fiquem por dentro do que está acontecendo no Área em nossas redes sociais, marcamos presença no FacebookInstagram e no Twitter.

*Atualizado em 07 de maio de 2020