De dentro para fora do Jogo, uma visão diferente de quem de alguma forma viveu O Basquete.
VOCÊ ESTÁ EM:
  Homenagens ao Kobe Bryant: O mundo do esporte sofre com a tragédia

Kobe Bryant morreu! Geralmente quando uma grande estrela morre a modalidade que ele disputou faz algumas homenagens e tudo isso acontece é claro de acordo com a grandeza dessa personalidade, o mais comum de se ver é o minuto de silêncio, mas com o Kobe está sendo algo bem diferente e algo que transcende o Basquete.

Seguimos aqui no Área com a série de textos abordando feitos do Kobe Bryant, mas esse aqui não pode-se considerar um feito, mas sim o impacto de sua carreira, ele que é multi-campeão da NBA e Olímpico, como abordamos no primeiro texto dessa série e que está movendo milhares de fãs mais uma vez como falamos aqui também, além de falarmos da Gianna Bryant.

Na noite do trágico acidente de Helicóptero, muito se questionou sobre uma paralização das partidas da NBA, algo que não aconteceu, somente o jogo entre Lakers e Clippers que aconteceria na segunda-feira foi adiado ainda sem data prevista. Mas nos jogos de Domingo e da segunda-feira diversas homenagens aconteceram.

Na foto, Trae Young armador do Atlanta Hawks de frente para a câmera olhando para cima (provavelmente para um telão), ele está em primeiro plano na imagem e está utilizando o uniforme vermelho do Hawks com o número 8 em amarelo e a sigla "ATL" em preto com o contorno também em amarelo. Homenagens ao Kobe Bryant: O mundo do esporte sofre com a tragédia - Área Restritiva
Trae Young, do Atlanta Hawks usou o número 8 em sua camiseta durante a partida contra o Washington Wizards, ele joga com o número 11 e essa alteração fez parte das homenagens ao Kobe Bryant.
Foto: AP Photo/Todd Kirkland

A mais famosa e talvez uma das mais diferentes, que nesse caso só o Basquetebol pode fazer acontecer foram os 24 e 8 segundos, o que acontecia era que no Bola ao Alto, o time da casa ficava com a primeira posse, cruzava a meia quadra e não concluía a ação ofensiva, deixando assim os 24 segundos “estourarem”, depois disso o time visitante, obtinha a posse de bola por conta da violação e não cruzava a quadra, deixando os 8 segundos também “estourarem”.

Ao invés do famoso um minuto de silêncio, essa foi a maneira mais original de se homenagear um jogador de Basquete, mas isso só foi possível porque o Kobe Bryant jogou com os números 8 e 24 (algo que vamos abordar no próximo texto).

Na segunda-feira as homenagens continuaram, na segunda-feira o Detroit Pistons que enfrentaria o Cleveland Cavaliers, utilizou camisetas de jogo pretas durante o aquecimento, mas não só isso, os jogadores utilizavam o número “8” e o “24” inclusive a famosa apresentação dos jogadores foi feita com essas camisetas, homenagens assim se seguiram em todos os jogos desde domingo, vídeos de apresentação do Kobe, estouro do tempo e relatos de jogadores.

Essa homenagem também transcendeu a NBA, o NBB CAIXA também fez essa homenagem, na partida entre o São Paulo FC e o SESI Franca Basquete o mesmo aconteceu, só que as luzes do ginásio apagaram e imagens do Kobe Bryant passaram no telão, além disso os jogadores do São Paulo utilizaram o número 24 em uma camiseta de aquecimento e o Shamell jogou com o número 24, na Partida entre Mogi Basquete e Basquete Cearense, o Mogi fez uma camiseta de jogo especial em homenagem ao Kobe Bryant, além de passar imagens do Kobe no telão do Ginásio Hugo Ramos.

Homenagens ao Kobe Bryant: O mundo do esporte sofre com a tragédia
Imagem de um dos vídeos em homenagem ao Kobe Bryant que circularam pela NBA, esse passou no telão da Scotiabank Arena, ginásio do Toronto Raptors.

Mas quando falamos do tamanho das homenagens, elas realmente ultrapassaram a NBA. Na WWE, liga norte-americana de Luta-Livre, prestou suas homenagens também, depois de algumas lutas os competidores prestaram suas homenagens nos microfones do ginásio, ou via Twitter.

No futebol, o brasileiro Neymar durante partida do Campeonato Francês também prestou suas homenagens, comemorando o primeiro gol feito na vitória de 2×0 do Paris Saint Germain, Neymar comemora contido, mas no segundo gol, feito de Pênalti Neymar corre para uma câmera do estádio fazendo o número 24 com os dedos.

Nos Estados Unidos, apresentadores de TV que tiveram contato com o Kobe, prestaram suas homenagens repassando alguns momentos ou entrevistas com o Black Mamba, a lenda do Los Angeles Lakers esteve em diversos programas de TV, mas no Jimmy Kimmel Live, ele participou em 15 edições do programa, foi a personalidade que mais apareceu nos bate-papos com o Host que da nome ao programa.

Eis que Jimmy Kimmel não poderia deixar de falar do Kobe, ele que acabou virando amigo do ex-jogador do Los Angeles Lakers, que só jogou em Los Angeles e o programa é de LA. Na introdução emocionante do especial, que pela primeira vez não teve a participação da plateia, Jimmy fala sobre Kobe, sobre o Kobe ser o que ele era, um pai dedicado, uma pessoa sedenta por mais, um verdadeiro herói por tudo o que fez (é claro que existem heróis de verdade, enfermeiros, bombeiros, médicos, etc… como lembra Jimmy), mas o Kobe herói da mesma forma que Super-Homem é um Herói.

Além destes citados diversas personalidades e influenciadores fizeram suas homenagens ao Kobe Bryant, muitas pessoas comentavam que passar pelo feed do Instagram ou pela Timeline do Facebook era algo difícil no domingo e continua sendo nessa semana.

Mas para mim, por mais que não tenha sido uma homenagem, o que mais me emocionou foi um vídeo da OmeleteTV, uma Omelista, com 10 recordes incríveis do Oscar, uma das categorias citadas foi vencedor do Oscar e medalhista Olímpico, Kobe Bryant é o único da história a conseguir esse feito, o vídeo saiu no dia 25, mas eu só fui ver o vídeo na segunda-feira (licença poética utilizada).

Para finalizar essa releitura das homenagens, a ultima e talvez a mais impactante, ou melhor da pessoa que teve o maior impacto nisso tudo, LeBron James. Porque ele, porque no sábado ele bateu o recorde de Kobe Bryant se tornando o terceiro maior pontuador da história da NBA, o ultimo Tweet do Kobe Bryant foi para o LeBron e sim os dois são amigos, poderia aqui citar Dwyane Wade que publicou um vídeo chorando, Shaquille o’Neal que diz estar sofrendo pelo Kobe sempre ter tratado ele como parte de sua família, Amare Stoudemire que chorou muito antes de uma partida dele na Europa ao saber da morte do Kobe.

Enfim, vamos com a publicação no Instagram do LeBron sobre Kobe Bryant.

 

Ver essa foto no Instagram

 

I’m Not Ready but here I go. Man I sitting here trying to write something for this post but every time I try I begin crying again just thinking about you, niece Gigi and the friendship/bond/brotherhood we had! I literally just heard your voice Sunday morning before I left Philly to head back to LA. Didn’t think for one bit in a million years that would be the last conversation we’d have. WTF!! I’m heartbroken and devastated my brother!! 😢😢😢😢💔. Man I love you big bro. My heart goes to Vanessa and the kids. I promise you I’ll continue your legacy man! You mean so much to us all here especially #LakerNation💜💛 and it’s my responsibility to put this shit on my back and keep it going!! Please give me the strength from the heavens above and watch over me! I got US here! There’s so much more I want to say but just can’t right now because I can’t get through it! Until we meet again my brother!! #Mamba4Life❤️🙏🏾 #Gigi4Life❤️🙏🏾

Uma publicação compartilhada por LeBron James (@kingjames) em

“Eu não estou pronto, mas aqui vou eu. Cara, eu estou sentado aqui tentando escrever algo sobre isso, mas toda vez que eu tento começar eu caio em prantos, só de pensar em você, na sobrinha Gigi e em todos os laços de amizade e irmandade que tínhamos! Eu literalmente acabei de ouvir sua voz no domingo de manhã antes de eu sair de Philly voltando para LA. Eu nunca pensei, nem por um segundo em um milhão de anos, que aquela poderia ser a nossa ultima conversa. WTF!! Eu estou com o coração partido e devastado meu irmão!! Cara, eu te amo irmãozão. Meu coração está com a Vanessa e as crianças. Eu prometo que vou continuar seu legado! Você significa muito para nós aqui especialmente #LakerNation e é a minha responsabilidade colocar tudo isso nas minhas costas e continuar seguindo!! Por favor, me de força dos paraíso e olhe por mim! Eu cuido da gente aqui! Tem muito mais que eu gostaria de dizer, mas eu não consigo agora, porque eu não consigo chegar lá! Até nós nos encontrarmos novamente meu irmão!! #Mamba4Life #Gigi4Life”

Não deixem de acompanhar o Área Restritiva nas redes sociais e se inscrever no nosso canal no YouTube.

Não deixem de acompanhar os textos diários aqui no site, além é claro de ficarem por dentro do que está acontecendo no Área em nossas redes sociais, marcamos presença no Facebook, Instagram e no Twitter.

SOBRE O AUTOR Diego Andrade, mais conhecido como Diego Silver. Professor de Educação Física. Pai, viciado em coisas de Nerd e é claro entusiasta do Basquetebol. Ex-Aluno do Bi-Campeão Mundial Rosa Branca, quando o mesmo era servidor do SESC Consolação. CONHECER TODO TIME
RESENHE COM A GENTE AÍ!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

 
 
VOLTAR AO TOPO
%d blogueiros gostam disto: