Nesta quarta-feira, no Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro-RJ, Flamengo e Mogi das Cruzes/Helbor fizeram um jogo digno de playoffs. Mas não era pra pouco, pois os dois times entraram em quadra com campanhas iguais e brigando diretamente pelo terceiro lugar. No fim, melhor para os rubro-negros, que se sobressaíram nos minutos finais e levaram a melhor, por 87 a 83, resultado que ainda os garantiu a vaga direta nas quartas de final.

Com o resultado, os atuais bicampeões do NBB somaram seu 46º ponto no campeonato, mesma quantidade de pontos que os mogianos, que ficam em desvantagem por terem perdido os dois confrontos diretos na fase de classificação. Embora agora tenha uma vitória a mais, o Flamengo tem a mesma pontuação do Mogi pois perdeu um ponto devido a um W.O sofrido no primeiro turno em duelo contra o Pinheiros/SKY.

O destaque da 20ª vitória rubro-negra em 27 jogos no NBB 7 foi o ala/pivô Olivinha, que deixou a quadra como cestinha do jogo e ainda com um duplo-duplo de 20 pontos e dez rebotes. Quem também apareceu muito bem pelo lado flamenguista foi o armador argentino Nico Laprovittola, com 18 pontos e quatro assistências, junto de seu compatriota Herrmann, autor de 13 pontos, e do ala Marquinhos, que marcou 15 pontos.

Pelo lado do agora quarto colocado Mogi, que é dono da campanha de 19 resultados positivos em 27 oportunidades, os maiores pontuadores foram o ala Guilherme Filipin, que saiu do banco e anotou 19 pontos, o pivô Paulão Prestes, com 18 pontos, e do ala norte-americano Shamell, que registrou 16 pontos, além do pivô Gerson, que foi responsável por dez pontos e seis rebotes.

São José mantém tabu e adia festa do Macaé
A vida do São José/Unimed não estava fácil nesta quarta-feira, mas desistir não foi uma opção. Depois de ficar atrás no placar durante quase o jogo inteiro e estar perdendo por sete pontos restando pouco mais de dois minutos para o fim, a equipe joseense se superou nos momentos finais, virou pra cima do Macaé Basquete e levou a melhor, em pleno Ginásio Juquinha, no litoral norte fluminense, por 105 a 103.

Fotos: Raphael Bózeo/Macaé Basquete
Fotos: Raphael Bózeo/Macaé Basquete

Com o resultado, o time do técnico Luiz Augusto Zanon conquistou sua 12ª vitória em 27 jogos na atual temporada do NBB e subiu do 11º para o décimo lugar na classificação. Mas mais do que isso, a Águia do Vale estragou a festa do Macaé, que se vencesse o duelo desta quarta-feira, confirmaria sua inédita e histórica vaga aos playoffs do NBB.

O resultado desta quarta-feira ainda mantém a escrita do São José de nunca ter perdido para o Macaé em toda a história do NBB. Este foi o quarto duelo entre os dois times pelo maior campeonato do país, e a quarta vitória da equipe joseense, que ampliou sua invencibilidade frente aos macaenses em grande estilo e ainda por cima em plena casa do adversário.

Para sair de quadra com o heroico triunfo em solo macaense, o São José contou com atuação monstruosa do ala norte-americano Jimmy Baxter. Com 30 pontos, oito assistências e dois roubos de bola, o jogador, que tem nacionalidade jordaniana, foi um dos grandes responsáveis pela virada joseense e deixou quadra com expressivos 36 de eficiência, seu recorde pessoal no NBB.

NBB volta na sexta-feira

Depois das partidas desta quarta-feira, o NBB 7 voltará com tudo na sexta-feira, dia 27 de Março com a realização de duas partidas. Em São Paulo, o Pinheiros/SKY recebe o líder Paschoalotto/Bauru, às 19 horas.

Mais tarde, às 19h30, o Macaé Basquete tentará cravar sua inédita vaga nos playoffs do NBB diante do Mogi das Cruzes/Helbor, no Ginásio Juquinha, no litoral norte fluminense.

É isso!

Comentem e Compartilhem!
Até+

Diego Silver

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.