De dentro para fora do Jogo, uma visão diferente de quem de alguma forma viveu O Basquete.
VOCÊ ESTÁ EM:
  Finais da NBA: Warriors x Raptors, o que eu vi no Jogo 03

A noite dessa quarta-feira nos reservou mais um grande jogo nas finais da NBA, Golden State Warrios e Toronto Raptors fizeram um grande jogo, com momentos bem interessantes e personagens de destaque não tão esperados assim.

Os jogos três e quatro dessa série acontecem em Oakland na Oracle Arena, ou seja, o Warriors tem dois jogos (agora um) em casa, com a torcida ao seu favor, no que é a ultima série nesse ginásio, já que a franquia se mudará para São Francisco, então temos uma final da NBA rica em simbologias e histórias para contar, mas o objetivo desse texto não é encher o leitor de contos sobre o que representa essa série mas sim exaltar o que aconteceu nas finais.

O time da casa, tem a tarefa mais difícil de todas, além da maior responsabilidade nesse momento, vencer o jogo com um time remendado, não pode contar com três jogadores nessa partida, dois deles de extrema diferença dentro de quadra, apesar que o terceiro nesse momento seria importante também. Kevin Durant ainda segue como dúvida sem um prazo determinado para retornar as quadras, Klay Thompson com o estiramento no posterior da coxa, também não entra em quadra no jogo 03, já Kevon Looney sofreu uma lesão no ombro e está fora da temporada.

Além dos três nomes, vale a pena lembrar que o DeMarcus Cousins está voltando de lesão já na série e o Andre Iguodala vem sentindo incômodos na coxa desde o jogo 01 das finais, ou seja, teremos o que sobrou do Warriors em quadra. É importante ressaltar que o Warriors tem um grande elenco, tanto entre os titulares quanto os reservas, mas uma coisa é os jogadores do banco entrarem na rotação e manterem o ritmo da partida, outra coisa é depender dos jogadores do banco para segurar a partida com mais minutos de jogo.

Já os visitantes, seguem completos. Apesar dos problemas no Joelho do Kawhi Leonard, um dos responsáveis pelo Raptors estar onde está, é um jogador que nesse momento, toda vez que coloca a mão no joelho todo mundo se pergunta se ele continuará ou não em quadra.

Quando a bola subiu, estavam em quadra pelo lado do Warriors: Andre Iguodala, Draymond Green, DeMarcus Cousins, Shaun Livingston e Stephen Curry. Pelo Raptors: Kawhi Leonard, Pascal Siakam, Marc Gasol, Danny Green e Kyle Lowry.

Finais da NBA: Warriors x Raptors, o que eu vi no Jogo 03
Marcação pesada em cima do Stephen Curry o jogo inteiro, não impediu que ele fosse o cestinha.
47 pontos, 8 rebotes e 7 assistências em 43:15 minutos jogados.

O placar do primeiro quarto foi aberto com dois arremessos de lance livre do Kyle Lowry, apesar de um começo de jogo com o Warriors ficando a frente no placar em 5 à 4, rapidamente o Raptors tomou o controle das ações ofensivas e foi construindo o seu jogo, chegando a ficar 10 pontos na frente na metade do período 9-19, uma sucessão de erros dos dois lados, ajudou o Raptors a fazer a manutenção da diferença, que só caiu no ultimo minuto do confronto diminuindo para 7 pontos, 29-36.

Ao retornarem para partida, uma postura um pouco diferente veio do lado do Warriors que seguia em seu rodízio de jogadores em combinações diferentes, buscando ao mesmo tempo frear o ataque do Raptors, quanto pontuar, por um lado pode-se dizer que a estratégia deu certo, porque a diferença não abriu, o Curry com sinais de que faria a melhor partida da série, mas que para vencer ele teria que dar mais, 23-24 nesse período e a diferença é de 8 pontos, ainda estão vivos no jogo.

52-60 e 24 minutos para o Curry comandar o que poderia ser a melhor partida de sua carreira, Kawhi menos solicitado, Lowry jogando muito e os companheiros respondendo a altura, apesar de melhor primeiro quarto, estamos falando do terceiro período, sabe aquele que o Warriors volta e consegue tomar o controle de qualquer partida?! Então esse mesmo, mas não foi nesse jogo, no duelo entre Curry e Kawhi, um empate, 15 pontos para cada lado. Inegável que o Curry vinha fazendo uma partida para um título de MVP e eu não acharia estranho se pelo que ele jogou nos dois últimos jogos ganhasse o título de MVP, mas sabemos que não seria assim. Ah! A diferença aqui vai para 12 pontos, a parcial 31-36.

O ultimo período, o Warriors é Clutch, tem aqueles ultimos 5 minutos de jogo onde eles conseguem virar, já tiraram vantagens de mais de 17 pontos, porque não fazer isso agora. Certo?! Porque o Raptors entendeu que para vencer a produção do Warriors eles tinham que simplesmente produzir mais e com um problema a menos ou dois, para se preocupar na defesa, ofensivamente fica mais fácil, certo!?

Finais da NBA: Warriors x Raptors, o que eu vi no Jogo 03
Serge Ibaka, saiu de quadra com 6 pontos, 5 rebotes e 6 Tocos, em 21:50 minutos de quadra.
Foto: Harry How/Getty Images

O final do confronto reservou uma atuação memorável do Curry, mas não só dele, Serge Ibaka, impossível na defesa e imparável, distribuiu tocos, jogou dos dois lados da quadra em sequências de tirar o fôlego, parecia um filme de ação que antes de você respirar alguma explosão ou um tiro. Esse foi o ultimo período do confronto, o resultado 26-27, com o Raptors vencendo por 123 à 109.

O Raptors dividiu muito mais a pontuação, os 5 jogadores que começaram a partida fizeram pelo menos 17 pontos, além do VanVleet vindo do banco para fazer 11 pontos, era de se esperar um pouco mais de Normal Powell em quadra e do Patrick McCaw, mesmo os dois tendo atuado por 6:13 e 2:13 respectivamente, mas não pontuado, Ibaka contribuiu com 6 pontos, 5 rebotes e incríveis 6 tocos, atuando por 21:50 minutos.

Os problemas do Warriors ficaram muito claros na minutagem, Curry com 43:15, Draymond Green com 40:36. O Stephen Curry fez tudo o que pode, jogou dos dois lados da quadra mas a equipe não produziu o que ele precisava que produzisse, algo impensável de acontecer no Warriors, mas nesse momento existe uma Curry dependência, ele fez 47 pontos, Green 17 e Iguodala 11, depois deles o que fez mais pontos foi o Quinn Cook com 9.

Basta saber o que esperar para o jogo 04 que acontece nessa sexta-feira, ainda em Oakland, será que o Klay Thompson irá voltar?! Em quantos jogos irá acabar as finais da NBA 2018/19?

SOBRE O AUTOR Diego Andrade, mais conhecido como Diego Silver. Professor de Educação Física. Pai, viciado em coisas de Nerd e é claro entusiasta do Basquetebol. Ex-Aluno do Bi-Campeão Mundial Rosa Branca, quando o mesmo era servidor do SESC Consolação. CONHECER TODO TIME
RESENHE COM A GENTE AÍ!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

 
 
VOLTAR AO TOPO
%d blogueiros gostam disto: