De dentro para fora do Jogo, uma visão diferente de quem de alguma forma viveu O Basquete.
VOCÊ ESTÁ EM:
  Finais da NBA - Um duelo que pode desequilibrar, Kawhi x Curry

As finais da NBA continuam e na noite de hoje, mais uma partida. O jogo 02 da série entre Toronto Raptors x Golden State Warriors, reservou um duelo muito interessante, Kawhi Leonard x Stephen Curry, os dois frontman de suas equipes, dois dos maiores jogadores dos últimos anos.

Seguimos a nossa série de textos dessa Colab do Área Restritiva com o Mondo Basquete. Mais um textinho com uma visão do Jadiel Filho do Mondo Basquete e minha (Diego Silver) do Área Restritiva, mas essa colab será diferente, cada texto iremos abordar um assunto diferente, então nesse texto um raio-x do Kawhi Leonard x Stephen Curry.

Finais da NBA - Um duelo que pode desequilibrar, Kawhi x Curry

Kawhi Leonard vem em uma temporada de redenção, depois de ficar de fora do San Antonio Spurs não jogando por uma lesão crônica, se recusando a atuar pela franquia na temporada 2017/18 ou até estar 100% recuperado, fez falta no planejamento do Gregg Popovich e depois disso foi envolvido em uma troca que pode-se dizer foi a mais polêmica da temporada, ele foi parar em Toronto. Mesmo de contra-gosto, já que o seu destino seria Los Angeles, as passagens entregues tinham o frio do Canadá como destino.

Todos se perguntavam como o Kawhi retornaria depois desse ano sabático dele na liga, olha ai o que aconteceu. Os seus números em sua ultima temporada pelo Spurs, eram eram de 23,3 minutos por jogo na temporada regular com 16,2 pontos, 4,7 rebotes e 2,3 assistências. No seu retorno as quadras os mesmos números são diferentes, 34,0 minutos, 26,6 pontos, 7,3 rebotes e 3,3 assistências de média por partida.

Stephen Curry, vive um momento completamente diferente do seu adversário. Ele está em seu 9 ano como profissional, todos eles defendendo o Golden State Warriors, já foi MVP unânime e agora busca não só o terceiro título de campeão da NBA consecutivo, além de entrar na disputa do título de MVP das finais, umas das conquistas esperadas pelos críticos de Basquetebol na temporada carreira de Stephen Curry.

O brinquedinho assassino tem médias na temporada regular 2018/19 de 33,8 minutos, 27,3 pontos, 5,3 rebotes e 5,2 assistências por partida.

Quando se pensa em Leonard x Curry, o que pode-se esperar desse confronto, que além do título provavelmente irá dar ao jogador da franquia campeã da NBA, o título de MVP das finais da liga. O que podemos ver nessa partida e no restante da série?!

Finais da NBA - Um duelo que pode desequilibrar, Kawhi x Curry
Comparativo com os números do Kawhi Leonard x Stephen Curry, durante a temporada regular.
Fonte: NBA Advanced Stats

Ao analisar as estatísticas da liga. em situações de confronto direto entre os dois jogadores. O Ala do Raptors, leva vantagem em 3 dos 6 índices apresentados. O ponto curioso aqui é que o Curry é um melhor pontuador na temporada regular com 27,3 pontos de média mas o Kawhi é mais efetivo com 49,6% de aproveitamento.

No jogo 01 das finais, quando o Kawhi está sendo marcado pelo Steph. Ele tem uma média de 23,0 pontos, em 38,1 minutos de jogo e um +/- de 8.0, quando é o contrário que acontece, o Curry em 38,1 minutos, fez 34 pontos e saiu de quadra com um +/- de -8.0.

Ainda nessa perspectiva do confronto entre os dois o curioso é que o sem um dos dois em quadra o outro não conseguiu pontuar, por mais que o Kawhi tenha jogado somente 5.0 sem o Curry em quadra, enquanto o Splash Brother tenha jogado por 2.1 sem ter que fugir do “The Claw”.

Finais da NBA - Um duelo que pode desequilibrar, Kawhi x Curry
Foto: Craig Mitchelldyer/Associated Press

Então aqui vamos a pergunta de um milhão de dólares. Nos próximos jogos como será o confronto entre Kawhi Leonard e Stephen Curry.

Diego Silver – Nesse momento esse é o confronto mais curioso das finais, porque eles estão em momentos diferentes de suas carreiras, em franquias de momentos diferentes e não da para pensar no jogo sem pensar nos dois jogadores, Curry persegue a história e nesse momento o único que pode fazer frente as conquistas nessa fina é o Kawhi Leonard.

Ver como o jogador com mais quilômetros rodados em quadra vai fugir de um dos melhores defensores da liga, será o maior dos prazeres para o fã do Basquetebol durante essas finais. O interessante é que os dois se equivalem em importância e isso transforma o duelo entre os jogadores em um duelo coletivo, já que os dois vão ser por muitas vezes marcados por mais de um jogador.

Fisicamente o Kawhi está a frente do Curry pela força e valências físicas, mas o Curry equilibra essas “deficiências” com sua elasticidade e plasticidade. O Kawhi é mais incisivo em direção a cesta, Curry por sua vez, mais abusado no seu vai e volta pela quadra.

Curry é o jogador que assumiu o controle da tripulação que está passando mal com a viagem, Kevin Durant no departamento médico sem saber quando volta, Andre Iguodala com dores, posterior da coxa lembrando que o Klay Thompson é humano, Kevon Looney com o ombro dolorido e o DeMarcus Cousins meia bomba.

Leonard é o jogador que pegou na mão das crianças para atravessar a rua, do lado que estavam só mais uma franquia que não sabia onde poderia chegar, chegaram do lado onde ficam as franquias que são temidas pelo que podem demonstrar dentro e fora de quadra.

Eles são praticamente antagonistas um do outro, se essa série fosse uma história em quadrinhos como os materiais promocionais da série, provavelmente seria uma história de super-heróis, agora cabe a eles definirem o enredo da história e o fã do Basquetebol escolher um lado. #TeamKawhi ou #TeamCurry.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Jadiel Filho – O que não falta nos elencos dos finalistas Toronto Raptors e Golden State Warriors são bons jogadores, mas é indiscutível que Kawhi Leonard pelo lado canadense e Stephen Curry pelos Warriors são os jogadores que darão as cartas durante a série e são os candidatos naturais ao prêmio de MVP das Finais.

Curry, com três títulos mas ainda sem o prêmio de MVP, tem esse ano sua grande oportunidade de abocanhar o prêmio. Já Kawhi conquistou a honraria em 2014 com o San Antonio Spurs ao derrotar o Miami Heat de Lebron, Wade e Bosh.

Ambos são os líderes técnicos de suas equipes, enquanto o Brinquedinho Assassino é totalmente idendificado com os Warriors, Kawhi chegou ao Raptors acompanhado de Danny Green após ser trocado por DeMar DeRozan e Jakob Poetl na offseason. Cercado de dúvidas sobre seu estado físico, que o tirou de ação por boa parte da temporada passada, Kawhi causou impacto imediato e assumiu o papel de dono do time trazendo bons resultados e uma mudança de status para a equipe, que era vista como um time forte mas que deixava a desejar nos momentos decisivos e passou a ser considerada postulante ao título, deixando a imagem de time amarelão pra trás.

Curry tomou as rédeas da equipe quando Kevin Durant foi para o departamento médico. O armador assumiu as ações e mesmo sem o melhor jogador do mundo à disposição, fez o time crescer em produção, além de apresentar um basquete ainda mais bonito e mais difícil de ser defendido.

As duas estrelas até o momento não estão decepcionando e tem feito o que se espera deles: Protagonismo. Os dois times tem grandes jogadores e por isso podemos ver em um jogo Pascal Siakam aparecendo aqui, Draymond Green ou Klay Thompson ali… Mas tanto Stephen quanto Leonard estarão envolvidos de alguma forma nos momentos importantes do jogo.

O que você achou da série entre Toronto Raptors e Golden State Warriors?! Comenta ai, é claro não esqueçam de se inscrever no Canal do Área Restritiva no Youtube e acompanhar o Mondo Basquete nas redes sociais, eles estão no Twitter, Instagram e Facebook.

 

 

SOBRE O AUTOR Diego Andrade, mais conhecido como Diego Silver. Professor de Educação Física. Pai, viciado em coisas de Nerd e é claro entusiasta do Basquetebol. Ex-Aluno do Bi-Campeão Mundial Rosa Branca, quando o mesmo era servidor do SESC Consolação. CONHECER TODO TIME
RESENHE COM A GENTE AÍ!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

 
 
VOLTAR AO TOPO
%d blogueiros gostam disto: