Uma análise do efeitos de protocolos de treinamento de endurance e de força, claro que o Área iria trazer esse trabalho para vocês. Conhecimento nunca é o suficiente para nos satisfazer certo?

Conheça outras análises científicas sobre Basquete

Diferente dos trabalhos apresentados anteriormente esse artigo não foi utilizando em trabalhos prévios, mas fez parte das pesquisas feitas no Programa Runner Jovens Talentos.

Segue o Resumo do trabalho na Integra:

Efeitos do treinamento combinado de endurance e força no limiar anaeróbio de jogadores de basquetebol de 14 a 16 anos

“Este estudo analisou os efeitos do treinamento combinado de endurance e força associado ao treinamento técnico-tático no limiar anaeróbio (LAn) de jogadores de basquetebol. Dez jogadores (14 – 16 anos) realizaram durante 8 semanas o seguinte treinamento físico: a) Endurance (2 sessões/semana) – 30 min/dia na intensidade de 2,5 mM de lactato e; b) Força (2 sessões/semana): Treinamento resistido (1a – 4a semana) e Treinamento pliométrico (5a – 8a semana). O LAn (km/h) não foi diferente antes (11,3 + 1,1) e após o treinamento (11,4 + 1,3). A altura do salto vertical (cm) foi maior após o treinamento (Pré = 38,1 + 9,8 x Pós = 44,5 + 6,4). Conclui-se que 8 semanas de treinamento combinado de endurance e força associado ao treinamento técnico-tático, não modificam o LAn em jogadores de basquetebol de 14 a 16 anos.”

O que eu levantei de dúvidas e curiosidades sobre esse trabalho:

Primeiro ponto é que a amostra é muito pequena para ser tomada como base. Mas se levarmos em consideração outros possíveis trabalhos que abordem o mesmo tema ou temas similares, podemos utilizar esses trabalhos e comparar todos os resultados, mas para isso os trabalhos devem se completar o que dificulta muito, já que é difícil isso acontecer.

Os autores estudaram alguns protocolos de treinos de Edurance, mas não aplicaram os mesmos fazendo adaptações, como expõem por exemplo citando que o mesmo protocolo utilizado em indivíduos, sedentários e ativos, porém foi utilizado de 6 sessões de treino por semana, na analise com os jogadores só 2.

Mas o que mais me deixou intrigado é que por se tratar de um grupo de jogadores de basquetebol e que semanalmente tem jogo, como evidenciado.

Pareceu não levar em consideração o período da preparação para tal analise, por exemplo eu acredito que em uma pré-temporada os resultados dos protocolos seria muito maior do que no meio ou no final, já que eles estariam mais longe do platô de força física ou até mesmo do ápice técnico, sem falar que protocolos de treino de força e endurance caracterizam treino concorrente e ainda mais nessa faixa etária eu acho mais interessante focar o trabalho técnico/tático.

Bom tenho algumas questões a serem levantadas, mas vou guardar elas para depois, quero ler com mais “Carinho” e pesquisar outras fontes junto com o trabalho, dessa vez eu só li o artigo que tenho que entregar no Curso que estou fazendo.

Tem algumas coisas que ainda não conhecia e que foram apresentadas nesse trabalho e que me deixaram um pouco curioso, como por exemplo como conseguir mensurar velocidade através de mM de lactato sanguíneo, como que eles conseguem aferir isso, já que temos que pensar que cada um dos 1 individuos é único (Principio da Individualidade Biológica), mas isso é uma curiosidade que eu vou pesquisar por não dominar o assunto.

Então vou pesquisar mais porque sou curioso e posto aqui, uma visão mais elaborada sobre o tema e até discuto sobre a discussão proposta no artigo.

Escrito pelos:
Prof. Camila Coelho Greco (Não sei a titularidade deste profissional)
Prof. Benedito Sérgio Denada (Não sei a titularidade deste profissional)

Trabalho feito no Departamento de Educação Física – Laboratório de Avaliação da Performance Humana UNESP
Rio Claro.

Segue o trabalho Efeitos do treinamento combinado de endurance e força no limiar anaeróbio de jogadores de basquetebol de 14 a 16 anos.

O Área Restritiva está no YouTube, conheça o nosso canal. Vídeos três vezes por semana.

Fiquem por dentro do que está acontecendo no Área em nossas redes sociais, marcamos presença no FacebookInstagram e no Twitter.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.