00 - Noticias NBB 2 - (Banner Padrão Para Noticias Sobre a Liga Nacional de BasquetebolPassou o jogo das estrelas mas não podemos deixar de falar das curiosidades sobre a partida NBB Brasil x NBB Mundo!

Eu havia recebido da LNB algumas curiosidades sobre o jogo das estrelas, que eu resolvi postar agora.
Vamos lá!

Claro que alguns fatos eu atualizei.

Desempate
O sistema NBB Brasil x NBB Mundo foi adotado a partir da terceira temporada do NBB. Na mesma, os estrangeiros levaram a melhor (115 a 99). Já na 2011/2012, foi a vez dos brasileiros vencerem a partida (125 a 102) e empatar no histórico do Jogo das Estrelas.
O Desempate aconteceu com vitória do NBB Brasil por 146 x 144 como já postado em Jogo das Estrelas com Direito a Prorrogação!

Recordistas #1
Dos jogadores da equipe brasileira, Alex, Olivinha e agora Larry Taylor, são os únicos que foram selecionados para todos os Jogos das Estrelas do NBB já disputados.

NBB Brasil
Ausências inéditas
Pela primeira vez na história dos Jogos das Estrelas, Valtinho, Marcelinho Machado, e o atual MVP do evento, Murilo Becker, não estão entre os 12 selecionados para a partida. Os jogadores sofreram com as lesões, que os fizeram perder boa parte da atual temporada do NBB.
Marcelinho Machado trabalhou como comentarista no evento.

100%
O pivô do Flamengo, Caio Torres, está em seu segundo campeonato, e fará sua segunda participação no evento das estrelas.

Estreantes
Pelo lado brasileiro, o quinto Jogo das Estrelas do NBB promoverá as estreias de Paulinho Boracini ,do Pinheiros/SKY e Gruber, do Unitri/Universo. Também tem técnico estreando no evento, José Neto e Régis Marrelli participarão pela primeira vez da partida festiva.

De volta ao Jogo das Estrelas
Rafael Mineiro, jogador do Pinheiros, disputou a segunda edição do Jogo das Estrelas do NBB, quando atuava pela equipe do São José.

Quarta presença
Dos presentes neste Jogo das Estrelas, Nezinho é o único que já participaram três vezes do evento. Esta será a quarta vez que o atleta do Brasília estará no evento

Não tão experientes
Jogadores de grande nome no basquete brasileiro, Marquinhos e Fúlvio disputarão seu terceiro Jogo das Estrelas. O ala do Flamengo não jogou o segundo jogo, pois se transferiu para o basquete italiano, e o último, devido a uma contusão. Já o armador do São José não participou da primeira edição do evento, pois ainda jogava na Itália, e o no terceiro, pois não foi selecionado.

Líderes nos números, mas não na votação
Na votação para armador titular do NBB Brasil, os dois líderes da temporada em assistências, Fúlvio e Nezinho, não foram escolhidos para iniciar o jogo entre os titulares.

Ausência francana
Este será o primeiro Jogo das Estrelas que não terá nenhum jogador do Franca em quadra.

Sempre Penna
O armador do Pinheiros, Fernando Penna, marcou presença em todos os anos no Jogo das Estrelas. Nas duas primeiras edições, ele participou das partidas, nas duas últimas ele não só participou, como foi bicampeão do Desafio de Habilidades.

NBB Mundo
Recordista #2
O ala/armador do Pinheiros, Shamell, também foi selecionado para todos os Jogos das Estrelas já realizados.

Desfalque
Com um estiramento muscular na posterior da coxa esquerda, o pivô Jeff Agba ficará de fora do Jogo das Estrelas 2013. Para o substituir, o pivô norte-americano Tyrone Curnell, do Palmeiras, foi o convocado, pois foi o quinto jogador da posição mais votado.

Primeiro NBB, primeiro Jogo das Estrelas
Logo em suas primeiras temporadas do NBB, os atletas Holloway, da Liga Sorocabana, Simmons, do Vila Velha, Joe Smith, do Pinheiros, DeAndre Coleman, do Bauru e Tyrone Curnell, do Palmeiras, já foram convocados para disputar o Jogo das Estrelas.

Inteiro
Robert Day, do Uberlândia, está em seu terceiro NBB, logo, participará de seu terceiro Jogo das Estrelas. Toyloy, do Paulistano, está em sua segunda temporada no Brasil, e também faz sua segunda aparição no evento das estrelas, mesmo caso de Araújo, do Pinheiros.

O cestinha
Robert Day é o jogador de melhor média de pontos em Jogos das Estrelas. O camisa 31 do Uberlândia, que já fez parte do evento duas vezes, tem média de 26,5 pontos por jogo. Isso se deve pois em sua primeira participação (2010/2011), ele anotou 50 pontos (recorde de pontos), e foi eleito MVP. Na temporada passada, o norte-americano estava contundido e atuou pouco, sendo responsável por apenas 3 pontos.

Dois seguidos
Desde que chegou ao Minas na temporada passada, o armador Mark Borders foi convocado nas duas oportunidades.

Ausência francana
Este será o primeiro Jogo das Estrelas que não terá nenhum jogador do Franca em quadra.

Vila Velha de volta ao Jogo das Estrelas
A última vez que um jogador do Vila Velha foi convocado para o Jogo das Estrelas foi na primeira temporada do NBB (2008/2009). Desde então, nenhum atleta do time do Espírito Santo foi selecionado. Porém, neste ano, o ala norte-americano Benzor Simmons estará presente na partida festiva, quebrando o jejum de convocações canelas-verdes no evento.

Pontuadores no banco
Apesar de serem segundo e terceiro colocados no ranking dos cestinhas do NBB, Holloway, da Liga Sorocabana, e Simmons, do Vila Velha, não foram escolhidos para fazer parte do time titular do NBB Mundo.

Cestinha da edição passada
No último Jogo das Estrelas, o norte-americano Shamell foi o maior pontuador da partida, com 21 pontos.
Repetindo o feito também nessa oportunidade com 37 pontos.

É isso!

Comentem e Compartilhem!
Até+

Diego Silver