De dentro para fora do Jogo, uma visão diferente de quem de alguma forma viveu O Basquete.
VOCÊ ESTÁ EM:
  Na foto, Giannis Antetokounmpo de costas e Khris Middleton de frente para a foto, os dois estão utilizando a versão City Edition das camisas do Milwaukee Bucks, a camiseta tem um tom de bege bem claro, com os números e detalhes em verde escuro. A foto foi tirada a altura da cintura de Giannis então da para ver o número e o nome do jogador nas costas da camisa, ele Antetokounmpo usa o número 34, Middleton de frente, a camisa tem o nome Cream City o logo da Harley Davidson que patrocina a equipe e o número 22 utilizado pelo atleta. Na conferência Oeste, quem para o Giannis motorista do Bucks sem freio - Área Restritiva

O Milwaukee Bucks é a primeira equipe a se classificar para os playoffs da temporada 2019/20 e isso já deixa uma dúvida na cabeça de todos, quem poderia parar esse caminhão que é a franquia que tem como motorista o atual MVP da temporada regular Giannis Antetokounmpo!?

Estamos cada vez mais próximos de enxergar a linha de chagada da temporada regular 2019/20 da NBA, não é mais questão de quem passa, mas em que posição passam e uma coisa é certa, o Bucks passa em primeiro, mesmo com a derrota na ultima partida contra o Miami Heat, o Milwaukee Bucks segue com uma sequência de 8 vitórias e duas derrotas em 10 jogos.

Na foto, Giannis Antetokounmpo de costas e Khris Middleton de frente para a foto, os dois estão utilizando a versão City Edition das camisas do Milwaukee Bucks, a camiseta tem um tom de bege bem claro, com os números e detalhes em verde escuro. A foto foi tirada a altura da cintura de Giannis então da para ver o número e o nome do jogador nas costas da camisa, ele Antetokounmpo usa o número 34, Middleton de frente, a camisa tem o nome Cream City o logo da Harley Davidson que patrocina a equipe e o número 22 utilizado pelo atleta. Na conferência Oeste, quem para o Giannis motorista do Bucks sem freio - Área Restritiva
Melhor ano dessa dupla, transforma tudo em melhor ano da franquia.
Foto: NBAE

Momento histórico em Cream City

A campanha do “Team Giannis” na temporada regular da NBA, se tornou a sétima na história a conseguir 50 vitórias em seus primeiros 58 jogos (basicamente a campanha que credencia você a ir para os playoffs), a temporada regular tem ao todo 82 jogos, ou seja, classificados com 24 jogos de antecedência.

Hoje, o Bucks está com 52 vitórias e 9 derrotas, perdeu na noite de ontem no fechamento da semana 15 da NBA para o Miami Heat por 105 à 89. A derrota que é um grande marco nessa temporada não impacta de forma tão negativa nos números do Bucks, que está a 10 vitórias de diferença do segundo colocado (Toronto Raptors), mantendo a melhor campanha da temporada regular.

Das 6 campanhas que antecederam o Bucks, só o Golden State Warriors de 2016 não foi campeão da NBA, mesmo sendo a melhor campanha entre as 7, com 53 vitórias em 58 jogos, ao final da temporada foram 73 vitórias e 9 derrotas. Todas as campanhas anteriores foram campeões Bulls de 1996 e 1997, Lakers de 1972 e o 76ers de 1967 e 1983, o que coloca um peso maior ainda na campanha do Milwaukee.

Nesse momento os especialistas colocam o Bucks em uma corrida por 70 vitórias e o Basketball Power Index da ESPN norte-americana coloca o Bucks terminando a temporada regular com uma vitória a menos (69), lembrando que na temporada passada o Bucks teve também a melhor campanha da temporada, mas não tão forte assim, foram 60 vitórias e 22 derrotas, a critério de comparação o Raptors ficou 58 à 24.

Além disso Giannis Antetokounmpo foi eleito o MVP da temporada regular na temporada passada e nessa temporada ele tem números ainda mais expressivos e o Bucks uma campanha melhor, logo ele está liderando a campanha para MVP e o Bucks pode chegar a 70 vitórias na temporada.

Na temporada 2018/19 Giannis jogou ao todo 72 partidas, todas como titular com uma média de 32,8 minutos por partida, deixando 27,7 pontos, 12,5 rebotes, 5,9 assistências, 1,3 roubos de bola e 1,5 tocos por partida. Mas até aqui em 2019/20 são 55 partidas (ainda tem 21 por jogar, então pode chegar no máximo a 76), com 30,9 minutos, 29,6 pontos, 13,8 rebotes, 5,8 assistências, 1 roubo e 1,1 tocos por partida, mais eficiente que na temporada passada.

Além disso o Bucks que venceu 34 desses confrontos com diferenças maiores a 10 pontos, pela relação defesa e ataque, o Bucks em 100 posses de bola faz em média 112,9 pontos e sofre 101,2, o resultado disso são 11,7 pontos de diferença a favor do Bucks.

Até aqui a média de pontos por partida do Milwaukee Bucks é de 119,1 pontos por partida feitos e 106,8 sofridos, sendo assim o Bucks vence seus confrontos com uma diferença média de 12,3 pontos por partida e se terminar a temporada assim será a quarta-franquia na história a conseguir tal feito, as outras tiveram 69 vitórias na temporada regular.

Na foto, Giannis Antetokounmpo entre os jogadores do Miami Heat tentando de alguma forma sair com a bola, pela posição dos jogadores não da para definir se o Bucks está atacando ou o Giannis pegou um rebote defensivo, mas provável que seja atacando, ele está sendo marcado pelo Olynik e mais um defensor do Heat, um de cada lado, fazendo a dobra e o Andre Iguodala está indo por trás para dar o toco. Na conferência Oeste, quem para o Giannis motorista do Bucks sem freio - Área Restritiva
O Milwaukee Bucks sofre sua pior derrota na temporada histórica, o que isso representa para a franquia?
Foto: Michael Reaves/Getty Images

Na Conferência Oeste, quem pode parar o Bucks?

Essa é uma pergunta que todo o fã da NBA deve estar se fazendo (ou não depois da derrota de ontem), mas temos sempre que lembrar que nos Playoffs o espírito é outro.

Olhando a classificação da Conferência Oeste nesse momento a sequência das posições são as seguintes, Bucks, Raptors, Celtics, Heat, Pacers, 76ers, Magic e Nets.

O G-4 Bucks, Raptors, Celtics e Heat, nessa ordem enfrentariam na primeira rodada, Nets, Magic, 76ers e Pacers, os mais otimistas fãs do ex dono da franquia Jay-Z, podem achar que o Brooklyn Nets venceria o Bucks, o que é bem improvável.

Na sequência o próximo cruzamento seria com o vencedor entre Heat e Pacers, indo para a final de conferência com o sobrevivente entre Raptors, Celtics, Magic e 76ers, o Heat mostrou na noite de ontem que consegue jogar contra o Bucks, mas agora temos que pensar se as outras cinco franquias (contando com o Pacers), conseguiriam.

Quanto a partida entre Miami Heat e Milwaukee Bucks, na noite dessa segunda-feira. Foi a menor pontuação do Bucks nessa temporada e a menor pontuação do Giannis no mesmo período, com a vitória o Miami Heat é a única equipe a vencer o donos do Oeste duas vezes na temporada regular, o que é um marco impressionante, já que dentro da mesma conferência as equipes podem se enfrentar até 4 vezes (eu explico isso aqui e aqui).

Depois da partida entre Heat e Bucks, podemos colocar o Heat como favoritos a parar o Bucks? O que significou essa derrota?

Confiram os jogos da NBA dessa Semana transmitidos no Brasil

03 de março – terça-feira
23h00 – Denver Nuggets x Golden State Warriors, SporTV

04 de março – quarta-feira
21h00 – Orlando Magic x Miami Heat, ESPN
23h30 – Indiana Pacers x Milwaukee Bucks, ESPN

05 de março – quinta-feira
0h30 – Toronto Raptors x Golden State Warriors, Band

06 de março – sexta-feira
22h00 – Utah Jazz x Boston Celtics, ESPN
0h30 – Milwaukee Bucks x LA Lakers, ESPN

07 de março – sábado
21h00 – Detroit Pistons x Utah Jazz, SporTV
22h30 – Philadelphia x Golden State, ESPN

08 de março – domingo
19h00 – Boston Celtics x Oklahoma City Thunder, SporTV
16h30 – LA Lakers x LA Clippers, ESPN
21h00 – Indiana Pacers x Dallas Mavericks, Band

09 de março – segunda-feira
22h00 – Denver Nuggets x Milwaukee Bucks, SporTV

Não deixem de acompanhar o Área Restritiva nas redes sociais e se inscrever no nosso canal no YouTube.

Fiquem de olho no site, textos diários e sempre atualizações sobre o que está acontecendo na semana da NBA, quer saber mais sobre o Mercado da Bola, não deixem de acompanhar nossa coluna sobre as negociações e sobre a temporada da NBA aqui. Acompanhem também o que acontece no Área Restritiva, no Facebook, Instagram e no Twitter.
SOBRE O AUTOR Diego Andrade, mais conhecido como Diego Silver. Professor de Educação Física. Pai, viciado em coisas de Nerd e é claro entusiasta do Basquetebol. Ex-Aluno do Bi-Campeão Mundial Rosa Branca, quando o mesmo era servidor do SESC Consolação. CONHECER TODO TIME
RESENHE COM A GENTE AÍ!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

 
 
VOLTAR AO TOPO
%d blogueiros gostam disto: