Como foi o Brasil nos Jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo?!

Aconteceu no Brasil. Para quem não sabe, na ultima semana a Seleção Brasileira de Basquetebol Masculino teve mais dois compromissos referentes as eliminatórias da Copa do Mundo de Basquetebol. As partidas aconteceram em Goiânia onde o selecionado brasileiro enfrentou a Colômbia e o Chile.

Partindo de uma premissa de despolarização do Basquetebol, a Confederação Brasileira de Basketball pretende levar os seus eventos para outras praças, por isso os dois confrontos válidos pelas eliminatórias aconteceram em Goiás e o público respondeu a altura. O segundo confronto, que foi o contra o Chile o ginásio estava lotado, segundo os números divulgados pela CBB, o público presente foi de 10.550 pessoas, sendo esse o recorde das eliminatórias para a Copa do Mundo de Basquetebol da FIBA.

Isso mesmo queridos leitores o Basquetebol sobreVIVE!

Bom, quanto aos confrontos. Que marcaram o retorno e reencontro do Leandrinho Barbosa e Anderson Varejão na seleção. Varejão que já havia jogado na primeira janela de confrontos da FIBA, não contava ainda com o retorno de Leandrinho Barbosa as quadras.

Além disso mais testes aconteceram. Como Arthur Pecos ganhando espaço e recebendo elogios do técnico Aleksandar Petrovic.

No primeiro jogo o Brasil enfrentou a Colômbia e alguns erros defensivos ficaram muito evidentes no primeiro tempo da partida. Os visitantes começaram na frente do placar e mesmo após os brasileiros tomarem a ponta do marcados os colombianos não deixaram de pressionar em nenhum momento.

No geral o técnico Petrovic continua a fazer suas experiências, agora com a volta de Leandrinho, o mandatário ainda colocou o Jhonatan Luz no lugar de Alex Garcia. Além disso trocas entre Lucas Dias e Cipolini e Léo Meindl entrando no lugar de Jhonatan Luz foram testadas e a reação veio das mãos dos Francanos Léo Meindl e Leandrinho. O Brasil que esteve atrás do placar, que chegou a ficar 11 à 6 para os visitantes.

Como foi o Brasil nos Jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo?!
Vitor Benite não jogou o primeiro confronto da Janela, o armador foi poupado por sentir dores na coluna.
Foto: Divulgação CBB/FIBA

O Brasil ainda teve um apagão no Segundo quarto do confronto e contou com um pouco de sorte para não se perder de vez no confronto. Depois disso Rafael Hettsheimeir, Varejão e Yago mantiveram o Brasil no jogo até o final do primeiro tempo e a dianteira do placar por 33 à 30.

Depois disso o Brasil não deu mais chance para a Colômbia, Lucas Dias voltou bem, o Leandrinho trouxe cadência parao jogo ao passo que a parceria entre os atletas do Paulistano Lucas Dias e Yago colocavam lenha no jogo. Com o confronto sob controle o técnico do selecionado brasileiro fez mais alguns testes e promoveu a estreia de Guilherme Bento. Além de utilizar Rafael Mineiro e o resultado final foi 84 à 49.

Em entrevista para o site da CBB, Leandrinho Barbosa comenta o resultado do primeiro confronto da Janela para a Copa do Mundo da FIBA.

“Foi bom, mas poderia ter sido melhor. Muita gente estava ansiosa, a casa cheia, é normal. Para o próximo jogo a gente vai vir com tudo, com um entrosamento diferente do jeito que tivemos em quadra. Acho que foi a defesa que não fez um grande trabalho no primeiro momento. O planejamento foi fazer uma defesa muito forte, ter a bola na mão e sair no contra -ataque e isso só aconteceu no segundo tempo. A gente voltou melhor, melhoramos na defesa e conseguimos fazer os contra-ataques. Acho que pro próximo jogo é manter a mesma coisa, como foi feito no segundo tempo, apagar o primeiro tempo de hoje”, explicou Leandrinho.

Já no segundo jogo o Brasil teve uma situação diferente da atuação previa, enfrentando a seleção do Chile, o Brasil foi um pouco mais consistente e algumas outras combinações foram utilizadas por Aleksandar Petrovic, já que nesta partida contava com Vitor Benite, que havia sido poupado pelo departamento médico.

Na partida o Brasil começou atrás do placar novamente, mas por poucos momentos. Lucas Dias começou quente colocando o Brasil na frente do placar com duas bolas de três pontos. Varejão também esteve bem na primeira parcial apesar da vitória dos Chilenos por 18 à 15.

Mais mudanças e o Brasil começa com Cipolini e Léo Meindl no quinteto que abre o segundo quarto, com isso o resultado foi 10 pontos de frente no placar. Mesmo com os esforços da seleção chilena Lucas Dias e Leandrinho deixaram o Brasil na frente no final do primeiro tempo 36 à 32.

Se mostrando completamente recuperado, Vitor Benite entrou em quadra para aumentar a vantagem do selecionado brasileiro. Servindo e pontuando Benite fez a diferença aumentar para 8 e depois para 12 pontos, a maior até o momento. Depois disso a diferença só aumentou até o final da partida, sacramentando a vitória por 83 à 58.

Que esses confrontos são mais alguns testes feitos pelo técnico da seleção brasileira ninguém dúvida, mas o interessante é como os atletas estão respondendo. Se olharmos pelas estatísticas, todos os jogadores entraram em quadra com pelo menos

Como foi o Brasil nos Jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo?!
Estatísticas dos Jogadores da Seleção Brasileira. Índices referentes o confronto contra a Colômbia.
Imagem: FIBA

No primeiro compromisso dos brasileiros, somente o Gui Bento não teve 10 minutos ou mais em quadra, o próximo atleta com menos minutos é o Rafael Hettsheimeir, com exatos 10:00. Dos 12 atletas somente Gui Bento não pontuou no primeiro compromisso e o Rafael Hettsheimeir foi o unico que zerou em eficiência.

Como foi o Brasil nos Jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo?!
Estatísticas dos Jogadores da Seleção Brasileira. Índices referentes o confronto contra a Chile.
Imagem: FIBA

No segundo compromisso Gui Bento deu lugar para o Vitor Benite e novamente todos os atletas entraram em quadra, com o Rafael Mineiro sendo o jogador com menor tempo de quadra e o Lucas Dias com o maior tempo em jogo, 03:08 e 28:33, respectivamente.

Na partida contra o Chile dois atletas não pontuaram, o Yago e Rafael Mineiro, ambos tiveram saldos de eficiência ruins. Rafael Mineiro saiu com 0 no Índice, enquanto Yago -2.

Para os próximos confrontos o técnico do selecionado nacional já disse que irá dar mais chances a quem não conseguiu se mostrar, além de aproveitar para chamar atletas que quer testar. Em entrevista para o Basquete360 Petrovic disse, que na próxima janela não convocaria alguns atletas que ele sabe do potencial e tem idéia de como jogarão, como é o caso do Nenê que em Junho é quando pode jogar pelas eliminatórias, mas o técnico da Seleção Brasileira vai aproveitar para dar oportunidade a outros atletas.

O que vocês acharam dos jogos do Brasil?! Quem vocês convocariam na próxima janela da FIBA, que é em Junho e o Brasil enfrentara as seleções da Venezuela e Colômbia, respectivamente nos dias 29 de junho e 2 de julho.

Leia mais!

Deixe sua opinião

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Compartilhe!

Se inscreva!

últimas publicações