Com placar centenário, Sendi/Bauru Basket vence em estreia do segundo turno - Área Restritiva
Larry Taylor exalta vitória de hoje: “Foi só o começo”.
Foto: Victor Lira/Bauru Basket

O Sendi/Bauru Basket começou com tudo na estreia do segundo turno do NBB. O time bauruense venceu o São José por 80 a 108 no Ginásio Linneu de Moura.

Com um jogo coletivo, o Dragão teve sete jogadores somando mais de dois dígitos, entre eles Lucas Faggiano fazendo um duplo-duplo. Agora, a equipe subiu para a 12a posição da tabela com 06 vitórias e entra em quadra novamente no dia 29 de janeiro contra o Rio Claro, na Panela de Pressão.

COLETIVIDADE

Para Demétrius Ferracciú, o trabalho em equipe foi muito bom na partida de hoje. “Hoje tivemos uma postura bem diferente da que vínhamos tendo, soubemos nos encontrar dentro do jogo e corrigir algumas situações na partida”, fala o treinador.

OUTRA CARA

Estreante da noite, Larry Taylor se mostrou satisfeito com o resultado. “Mostramos que estamos vindo com outra cara e que não queremos repetir o que fizemos no primeiro turno. Treinamos muito e sabemos aonde queremos chegar. Hoje foi apenas o primeiro passo”, fala o capitão da equipe que somou 11 pontos, 07 rebotes e 01 assistência em 20 minutos de jogo.

PRÓXIMO JOGO

Agora, o Dragão volta às quadras no dia 29 de janeiro contra Rio Claro, no Ginásio Panela de Pressão.

Com placar centenário, Sendi/Bauru Basket vence em estreia do segundo turno - Área Restritiva
Gabriel Jaú teve uma boa atuação na partida de hoje.
Foto: Victor Lira/Bauru Basket

Jogo – Sendi/Bauru Basket x São José Basketball

O duelo começou com as duas equipes pontuando com Carbonari e Lupa (02×02). Depois, o São José começou a fazer más escolhas no ataque e o Dragão se aproveitou para marcar seus pontos em transição (02×10). Inteligente no ataque, Draper fez o time bauruense avançar um pouco mais (08×21), mas o rival ajustou a defesa e apostou nas bolas de três (26×30).

No segundo quarto, foi a vez do Bauru Basket fazer escolhas ruins no ataque e ver São José encostar mais uma vez (32×36). Faltando pouco mais de um minuto para o intervalo, Nick Wiggins atuou bem embaixo do garrafão deixando o jogo muito equilibrado (48×51).

No terceiro período, Draper estava atento ao ataque (48×56), mas Duda Machado não dava trégua nas bolas de três (51×56). Mais consistente na metade do quarto, o Dragão se aproveitou das falhas do rival para ampliar (53×66). Trabalhando melhor no ataque e na defesa, o time bauruense se estabilizou (66×80).

No último quarto, o Bauru Basket apenas cadenciou a partida e venceu por 80×108.