A WNBA 2020 começou esse fim de semana, mas hoje é dia de Brasil em quadra

A primeira rodada da WNBA aconteceu nesse fim de semana, e hoje, Damiris Dantas do Minnesota Lynx entrou em quadra, no confronto entre o Minnesota Lynx e o Connecticut Suns, única representante do Brasil na WNBA, ou seja, existe toda uma expectativa grande sobre a brasileira.

Connecticut Suns x Minnesota Lynx – O jogo

A partida começa com a Damiris em quadra como era esperado, já que ela era uma das titulares e como ela disse na coletiva de imprensa iria ganhar maior importância na temporada 2020. Mas isso não seria garantia de vida fácil e o Connecticut Suns iria se certificar disso.

O Suns começou a partida com um time “mais leve e menor” enquanto o Lynx um time mais pesado. O resultado disso o jogo que seria a melhor opção de todas para a Damiris não funcionou tão bem, um jogo mais lento contra um jogo mais rápido, resultado? Jogo de transição muito usado pelo Suns tentando aproveitar melhor os rebotes defensivos, fim do período

O segundo período vem com a mesma receita, aproveitar o resultado do primeiro quarto. Transição? Okay! Tirar as jogadoras grandes de posições confortáveis? Okay! Fazer a cobertura dos passes? Okay! Até então tudo está sob controle para o lado do Suns, que fecha o primeiro tempo vencendo, por 37 à 28.

Indo para o intervalo o Lynx tem algumas coisas para corrigir, uma delas é a pressão saindo das trocas ou dobras, não existia ímpeto para defender nesses momentos o que era um grande erro. Além disso uma possibilidade ofensiva seria aproveitar os Pick’s e virar bola para o lado oposto, sabemos que a Damiris tem um bom arremesso de média e longa distância, mas não só ela, outras jogadoras ficam completamente esquecidas do lado oposto da ação da bola.

O Suns, precisa pensar em outras receitas. O técnico Curt Miller, está enfrentando uma técnica 4 vezes campeã da WNBA, a Cheryl Reeve, logo não dá para pensar que o jogo está garantido ao fim do primeiro tempo.

Connecticut Suns x Minnesota Lynx – Segundo tempo, um jogo diferente

O terceiro período vem com o Lynx querendo mais, passes mais rápidos, arremessos mais rápidos e um grande destaque para o trabalho ofensivo da Damiris e da Sylvia Fowles, as duas incomodaram e muito as pivôs do Suns. O Suns desistiu das voltas em ‘U’ para investir em ações ofensivas mais fortes e nesse momento não existe certeza de vencedor.

Mas o terceiro período guardou um dos melhores momentos da partida, pelo menos para os brasileiros, dois na verdade. Um deles foi a dobra que a Damiris recebeu quando estava no post baixo recebendo bola, 2×1 na Damiris Dantas com a bola na mão. O segundo o arremesso de três pontos da brasileira, depois da ajuda na marcação e a transição rápida, ela recebe uma bola e com toda a calma do mundo arremessa de três pontos.

O terceiro período acaba, com o Lynx vencendo a parcial por dois pontos a única que venceu até aqui, 20 à 22.

O periodo final chegou e o fã do Basquete viu o melhor jogo da WNBA até o momento, pressão na bola, pressão fora da bola, roubo da bola na transição, dava para fazer um checklist de ações emocionantes e inteligentes que estavam acontecendo na IMG Academy nessa tarde de domingo.

Até o começo do último quarto o jogo parecia sob controle do Suns, mas não foi bem isso que aconteceu. De grão em grão, jogada a jogada, o Lynx ia encostando no placar e chegando ao ápice do período com virando o jogo e abrindo a liderança em 5 pontos, com 2:43 para acabar.Reza a lenda que quando um técnico pede tempos seguidos ele perdeu o controle, bom aconteceu com o Curt Miller, técnico do Suns.

A diferença aumentou para 9 pontos, menos de um minuto depois e o resultado parece estar desenhado por mais que as jogadoras não tenham desistido de brigar pelo resultado dentro de quadra.

O jogo acabou com uma vitória de virada do Lynx, 69 à 77. A Damiris terminou o jogo com 9 pontos, 4 rebotes e 5 assistências em 29:17 jogados. O próximo compromisso do Minnesota Lynx será contra o Seattle Storm, na terça-feira (28) às 23hrs.

Leia também! A lua de mel de Damiris Dantas e o Minnesota Lynx

O Área Restritiva está no YouTube, conheça o nosso canal. Vídeos três vezes por semana.

Já imaginou um grupo para discutir Basquete como se estivesse em um bar? Conheça o Bar do Área!

Fique por dentro do que está acontecendo no Área em nossas redes sociais; marcamos presença no FacebookInstagram e no Twitter. Ah! Também estamos no Catarse, aqui você conhece todo o projeto do Área Restritiva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.