A Liga Ouro 2015 se encaminha para o fim da fase de classificação e na tabela de classificação cada equipe hoje ocupa isoladamente uma posição. Os confrontos desta quinta-feira e sábado colocam frente a frente times que brigam diretamente pela liderança e pela terceira e última vaga para os playoffs da competição.

Fotos: Clas Mendes
Fotos: Clas Mendes

No Rio Grande do Sul, o Caxias do Sul Basquete, segundo colocado com cinco vitórias e 13 pontos somados, recebe o líder isolado Sport Club Recife. O time nordestino vem de quatro vitórias consecutivas jogando diante de seu torcedor e com isso tem a melhor campanha somando seis vitórias e 14 pontos. Valendo a liderança da competição, a bola sobe na quinta-feira às 20h e no sábado às 17 horas, no Ginásio Vasco da Gama.

Se vencer os dois compromissos em solo gaúcho, o time nordestino garantirá matematicamente a liderança da primeira fase e, consequentemente, a classificação antecipada para a decisão da Divisão de Acesso ao NBB. Em compensação, se triunfar nas duas partidas como mandante, o Caxias ultrapassará o Sport e assumirá o primeiro posto.

No outro extremo da tabela, uma disputa tão intensa e com a mesma igualdade do topo da tabela. O CEUB é o terceiro colocado com três vitórias e 11 pontos somados, ocupando a última vaga para os playoffs.

O último colocado, mas ainda com chances iguais de classificação, é o Campo Mourão Basquete, que somou duas vitórias, 10 pontos e na nova e decima rodada briga ara voltar a zona dos classificados. A briga direta acontece no Ginásio da ASCEB em Brasília, na quinta-feira, às 19h30 e no sábado às 19 horas.

Emoção

Com o passar das rodadas, os jogos, que já traziam emoção, ganharam muita igualdade e em todos os últimos confrontos os vencedores foram definidos apenas nos minutos finais. Com os quatro times evoluindo, melhorando suas estratégias, a Liga Ouro foi ganhando mais competitividade e isso se reflete em quadra.

“A Liga Ouro está muito disputada desde a primeira rodada e deve seguir assim até a última. Por reconhecer esse equilíbrio, precisamos sempre atuar os 40 minutos com muita intensidade, porque os resultados são definidos os detalhes. Todos os times se enfrentaram se conhecem e isso ajuda no equilíbrio da competição. Com concentração, queremos usar o fator casa para conseguir vencer o líder do campeonato”, explicou o armador Cauê Verzola, do Caxias, um dos grandes destaques da Liga Ouro 2015.

Vale muito

No confronto de Caxias, duelo dos lideres briga direta pela primeira colocação. O Sport Recife, primeiro colocado, garantiu a vantagem em um quando recebeu os gaúchos pelos jogos de ida da fase de classificação.

Fotos: Clas Mendes
Fotos: Clas Mendes

Na ocasião, com duas vitórias, o Leão igualou a campanha e assumiu a primeira colocação. Duas rodadas depois, o Sport seguiu invicto e com um tropeço do Caxias para CEUB na sétima rodada, se isolou na liderança e agora entra em quadra na busca de pelo mais uma vitória para garantir na vantagem e não ter mais os rio-grandenses como um rival direto.

“Estamos conscientes das dificuldades que vamos enfrenta. O Caxias é muito forte, está invicto em casa, mas estamos focados, treinamos bem e vamos brigar por pelos uma vitória, mesmo jogando fora de casa. Terminar em primeiro lugar é muito importante e queremos ter a vantagem de decidir os jogos do playoff e casa. Vencer nessa semana é muito importante para isso”, comentou o cestinha rubro-negro Rafael Castellon.

Estável na segunda posição, o Caxias do Sul passou duas semanas fora de casa e agora volta a jogar com o apoio de seu torcedor. Além de buscar a liderança, o time gaúcho joga também para afastar outros rivais. Se vencer seus dois jogos diante do Sport, o Caxias do sul somará mais vitórias e assumira a liderança da competição.

Nos jogos de Brasília, ninguém joga pela liderança, mas a emoção está garantida na disputa jogo a jogo pela terceira posição na tabela de classificação. Hoje, o último classificado para os playoffs é o CEUB, que jogando em casa na última semana, garantiu uma vitória sobre o Caxias e isso deu a vantagem para o time brasiliense.

“Temos um confronto direto e sabemos da importância desse jogo. Estamos treinando e trabalhando para conseguir colocar em quadra nosso melhor jogo, não sofrer com a inconsistência e jogar nosso melhor basquete. Em todas as equipes há jogadores que passaram e querem voltar ao NBB e isso dá qualidade e igualdade para as equipes, por isso o campeonato ganha tanto em emoção”, explicou o armador Vinicius Gobor que na última rodada garantiu a vitória de sua equipe em um arremesso no último minuto.

Na quarta posição e ainda com boas chances de classificação, o Campo Mourão parte para mais um desafio fora de casa. Para seguir sonhando com uma das vagas, o time paranaenses precisa de pelo menos um vitória para o pelotão dos classificados não abra grande vantagem .

O armador do Campo Mourão, Michel Santos, falou da qualidade dos jogos e das chances de classificação de sua equipe.

“Precisamos vencer e assim depender de nossos resultados para seguir para os playoffs. Teremos dois jogos difíceis fora de casa, queremos vencer pelo menos um jogo para depois voltar a jogar em casa para buscarmos nossa classificação. Essa situação da tabela mostra como há equilíbrio entre os times e por isso os jogos são bons e decidimos nas últimas bolas”, concluiu.

Liderando as estatísticas

A Liga ouro 2015 tem dois jogadores que estão se destacando e se estabilizando como os grandes nomes da competição. Os armadores Cauê Verzola do Caxias do Sul e Michel Santos, que atua no Campo Mourão, além de cumprirem suas funções na condução de suas equipes, os dois jogam para a cesta e vem aparecendo em todas as estáticas.

Cauê tem 26 anos e aparece como quinto maior pontuador com médias de 13,7 pontos por jogo, é o segundo líder de assistências, médias de 6,0 por jogo. Esses números, transformam o jogador no segundo mais eficiente da competição com 17,3 de média. Essas atuações vem ajudando o time gaúcho a se manter na segunda posição.

O grande nome até aqui é o armador Michel Santos. Além de atingir o primeiro triplo-duplo da história da Liga Ouro 2015, o armador aparece como destaque nos principais fundamentos do basquete: segunda maior médias de pontos, com 15,5 por jogo, quarto maior reboteiro, recuperando 6,8 bolas, líder em assistências, tendo 6,3 de média por jogo e vem sendo o jogador mais eficiente, com média de 19,13 de valorização.

As atuações individuais de Michel chamam a atenção, mas somando duas vitórias, sua equipe está fora da zona de classificação, mas ainda com as mesmas chances de classificação.

É isso!

Comentem e Compartilhem!
Até+

Diego Silver