Candangos vêm de quatro derrotas seguidas, e joseenses não sabem o que é vencer há dois jogos; equipes reeditarão final do NBB 4

Nesta terça-feira, dia 25 de Novembro, UniCEUB/BRB/Brasília e São José/Unimed estarão frente a frente lutando para ver quem coloca um ponto final em suas respectivas séries de derrotas na temporada 2014/2015 do NBB. O confronto, que reeditará a Final da quarta edição do NBB, acontecerá no Ginásio da ASCEB, no Distrito Federal, às 19h30, e terá transmissão ao vivo para todo o Brasil através dos canais SporTV.

Equipe da casa no confronto, os candangos não sabem o que é vencer há quatro rodadas e acumulam derrotas consecutivas para Franca Basquete, Palmeiras e Pinheiros, todas fora de casa, e para o Unitri/Pilhas Energizer, atuando como mandante. Com apenas uma vitória no NBB 7, na primeira rodada, sobre o Paschoalotto/Bauru, a equipe brasiliense soma campanha de apenas um triunfo em cinco jogos e ocupa a 13ª colocação.

“Nosso time tem feito bons jogos, mas cometeu algumas falhas em momentos capitais, que acabaram sendo cruciais. Para este duelo contra o São José, que começou bem a competição, temos que atuar com atenção redobrada e impor o ritmo que nos interessa desde o começo, sem deixar com que o adversário desgarre no marcador”, disse o ala/pivô e capitão do Brasília, Guilherme Giovannoni.

Enquanto isso, os joseenses vêm de duas derrotas consecutivas na competição, para Rio Claro e Winner/Limeira, ambas na casa do adversário, mas apesar de também atravessarem um momento ruim no campeonato, estão em situação completamente oposta a do Brasília e são donos da terceira colocação na classificação do NBB 7, com quatro êxitos em seis oportunidades, ao lado do Franca, que possui a mesma campanha.

“Tivemos um bom começo de campeonato, mas estamos vindo de duas derrotas seguidas e precisamos nos reerguer. Brasília também está nessa situação e querendo correr atrás de um resultado positivo. Esse jogo será importante para quem ganhar pois essa vitória dará uma reerguida e uma melhora na posição na classificação do NBB”, analisou o ala Dedé, do São José.

O duelo entre Brasília e São José, por sua vez, possui muitos atrativos que deixam a partida ainda mais interessante, inclusive com um quê de rivalidade. Um deles é a reedição da Final do NBB 4 entre os dois times, vencida pelo time da capital federal, pelo placar de 78 a 62, resultado que deu aos candangos seu terceiro título nacional consecutivo.

Fotos: Claudio Capucho/PMSJC
Fotos: Claudio Capucho/PMSJC

Em contrapartida, o esquadrão do Vale do Paraíba também guarda boas lembranças de alguns confrontos contra o Brasília. Nas quartas de final do NBB 5, os joseenses deram o troco e eliminaram os candangos do campeonato, por 3 a 2, com vitória no Jogo 5 da série em pleno Ginásio Nilson Nelson. Não satisfeito, o São José ainda repetiu a dose na temporada passada e também despachou os brasilienses das quartas de final do NBB 6, desta vez com uma ‘varrida’ por 3 a 0.

“Desde que estou em São José as duas equipes sempre foram montadas para serem fortes e sempre brigarem na parte de cima da tabela de todos os campeonatos. Brasília montou um time forte de novo, e sem dúvidas essa rivalidade construída nos últimos anos dará uma pimenta a mais no jogo”, concluiu o ala joseense Dedé.

Para o duelo contra o São José, o Brasília não terá à disposição o armador Fúlvio, que curiosamente enfrentaria seu ex-time pela primeira vez, vetado pelo departamento médico por conta de uma lesão muscular. Por outro lado, os candangos contarão com a estreia do armador Fred Santos, recém contratado pelo esquadrão da capital federal.

“É uma excelente oportunidade. Brasília é um grande time, já joguei várias vezes contra, então eu não poderia deixar passar uma oportunidade dessas. Estou muito feliz de estar aqui. Só tenho a agradecer ao Zé e farei de tudo para ajudar a equipe do Brasília”, declarou Fred.

“Será um jogo muito difícil. São José vem muito bem, emendou uma sequência muito boa no começo do campeonato e tem jogadores muito bons no elenco. Mas em casa temos que pensar em impor nosso ritmo, incendiar as partidas e trazer a torcida pro nosso lado”, completou o novo reforço do Brasília.

 

É isso!

Comentem e Compartilhem!
Até+

Diego Silver