Equilíbrio, emoção, intensidade e duas prorrogações. Foram esses ingredientes que fizeram do Jogo 4 da série entre Paschoalotto/Bauru e Mogi das Cruzes/Helbor uma partida épica. No início da tarde deste domingo, o Ginásio Hugo Ramos sediou um confronto que certamente ficará marcado para sempre na história do maior campeonato de basquete do país e, no final das contas, o time bauruense levou a melhor, pelo placar de 98 a 91, para empatar o confronto semifinal em 2 a 2.

Mogi tirou larga desvantagem no último quarto e jogo foi para a prorrogação. Fotos: Henrique Costa/Bauru Basket
Mogi tirou larga desvantagem no último quarto e jogo foi para a prorrogação.
Fotos: Henrique Costa/Bauru Basket

Agora, a decisão do segundo finalista do NBB 7 acontecerá na próxima quarta-feira, dia 20 de Maio. No Ginásio Panela de Pressão, em Bauru, às 19h30, com transmissão ao vivo do SporTV, as duas equipes decidirão quem enfrentará o Flamengo na grande decisão da temporada 2014/2015 da competição nacional.

“Isso foi uma vitória do grupo, da superação, vencemos na casa de um adversário que mostrou como o NBB subiu de nível. Recuperamos o que batalhamos durante todo o campeonato e agora está 2 a 2 e temos um jogo que vale uma vida”, destacou o comandante bauruense Guerrinha.

Com um grande desempenho no terceiro quarto, Bauru chegou para o último período com sete pontos de frente, 57 a 50. Mas depois de ver Alex sair com cinco faltas, no momento em que faltavam sete minutos para o fim, a equipe visitante parou e deixou os mogianos reagirem. Com isso, no embalo de sua torcida, a equipe anfitriã igualou o placar e levou o jogo para a prorrogação.

No primeiro tempo extra, os bauruenses estiveram muito próximos da vitória, mas uma bola de três pontos de Alexandre nos segundos finais fez com que a decisão fosse para a segunda prorrogação. Nos cinco minutos finais, os comandados de Guerrinha dominaram as ações e venceram a partida emocionante e eletrizante.

Depois de 50 minutos de jogo, Bauru venceu e levou decisão para o Jogo 5. Fotos: Cleomar Macedo/Divulgação
Depois de 50 minutos de jogo, Bauru venceu e levou decisão para o Jogo 5.
Fotos: Cleomar Macedo/Divulgação

“O jogo foi muito duro e infelizmente não conseguimos fechar a série diante da nossa torcida. Mas nosso time é guerreiro e vamos com tudo para Bauru. Estará em jogo uma vaga na final e nosso espírito não pode ser diferente. Temos que esquecer o que aconteceu e agora pensar apenas no jogo 5”, disse o ala mogiano Filipin, um dos cestinhas da partida, com 22 pontos.

Também autor de 22 pontos, Hettsheimeir liderou o ataque bauruense. Mesmo tendo ficado praticamente todo o último quarto e as duas prorrogações no banco de reservas, Alex deixou a quadra com 18 pontos e teve grande participação a favor da equipe vencedora, assim como Robert Day, autor de 16 tentos. Com 15 pontos e nove assistências, Ricardo Fischer ficou muito próximo de um duplo-duplo e foi outra figura fundamental para o êxito dos visitantes.

Do lado mogiano, além do capitão Filipin, que ainda garantiu oito rebotes, os norte-americanos Tyrone, que registrou o único duplo-duplo do jogo, com 21 pontos e 15 rebotes, e Shamell, responsável por 18 pontos, foram os outros destaques individuais.

É isso!

Comentem e Compartilhem!
Até+

Diego Silver

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.