A segunda rodada da série melhor-de-três do playoff – quartas-de-final da Liga de Basquete Feminino – 2014/15 foi aberta neste sábado, dia 28 de Março, com a realização de três jogos. A ADCF Unimed/Americana e o Uninassau/América garantiram classificação a semifinal, enquanto que o Maranhão Basquete igualou a série.

A ADCF Unimed/Americana confirmou a vaga na semifinal ao suplantar a APAB/Unifeb Barretos, atuando no ginásio Centro Cívico, na cidade de Americana – SP, por 105 a 63. A equipe de Americana esteve sempre no comando do marcador, fazendo a vantagem crescendo gradativamente.

Os destaques foram Clarissa dos Santos, 23 pontos, 14 rebotes e 03 assistências e Damiris do Amaral, 16 pontos e 06 rebotes, pelo time da casa; a norte-americana Chloe Wells, 17 pontos, 02 rebotes e 04 assistências e Bárbara de Souza, 12 pontos e 01 assistência, em favor do visitante.

“Creio que esta foi uma boa vitória, não pelo placar, mas pela forma como a equipe atuou. Mesmo no começo, quando não estivemos bem nos arremessos, a defesa compensou e não deixou com o que o adversário crescesse”, analisa o técnico Antonio Carlos Vendramini, da ADCF Unimed/Americana.

“A nossa meta, nesta temporada de estreia, era fazer o maior número de jogos possíveis e conseguimos alcançar este objetivo, chegando ao playoff, quando encaramos uma equipe altamente qualificada. A expectativa agora é seguir trabalhando para preparar ainda mais as nossas jogadoras para a próxima edição da LBF, que é uma competição sensacional, e queremos chegar mais preparados”, relata Alexandre Escame, técnico da APAB/Unifeb Barretos.

Fotos: Sanderson Barbarini/Foco no Esporte
Fotos: Sanderson Barbarini/Foco no Esporte

O Uninassau/América também se classificou ao bater o Top Therm/Grupo Leonardi/Sicredi/Unimed/Presidente Venceslau, por 88 a 38, em partida realizada no ginásio Wilson Campos – SESC Santo Amaro, na cidade de Recife – PE. A partida foi equilibrada no quarto inicial, nos demais o time da casa foi o senhor absoluto das ações, fazendo e diferença crescer bastante a cada período.

As atletas mais efetivas foram Tati, 17 pontos e Adrianinha Moisés, 15 pontos, 05 rebotes e 04 assistências, pelo time pernambucano; e a norte-americana Amanda Dowe, 11 pontos, 15 rebotes e 01 assistência, em favor do representante paulista.

Fotos: Paulo de Tarso Jr./MB
Fotos: Paulo de Tarso Jr./MB

Por fim, o Maranhão Basquete suplantou ao Sport Recife, no ‘Clássico do Nordeste’, por 71 a 68, atuando no ginásio Castelinho, em São Luís – MA, ‘de virada’. O time maranhense conseguiu uma reação impressionante no segundo tempo, em especial no quarto final, depois que a equipe pernambucana esteve melhor nos dois quartos iniciais.

Os principais nomes do encontro foram Iziane Castro, 28 pontos, 04 rebotes e 02 assistências e Ega Garvão, 13 pontos, 10 rebotes e 02 assistências, pelo time maranhense; as norte-americanas Erica Wheeler, 22 pontos, 05 rebotes e 03 assistências e Tolu Omotola, 19 pontos e 08 rebotes, em favor da equipe pernambucana.

“Não tínhamos outra opção, que não fosse a vitória e lutamos bastante, mesmo depois de um começo irregular, conseguimos a virada”, comenta a cubana Gelis Gonzales, do Maranhão Basquete.

O terceiro e decisivo confronto será realizado na segunda-feira, dia 30 de Março, às 20h00, novamente no ginásio Castelinho, em São Luís – MA. Já a ADCF Unimed/Americana e o Uninassau/América estão classificados para a semifinal.

A segunda rodada será complementada neste domingo, 29 de Março, com a partida isolada entre São José/Colinas Shopping e Basketball Santo André/APABA, às 10h00, no ginásio Lineu de Moura, na cidade de São José dos Campos – SP, com transmissão ao vivo pelo SporTV.

É isso!

Comentem e Compartilhem!
Até+

Diego Silver

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.