00 - Noticias LBF (Banner Padrão para Publicações sobre a LBF)Continuando a primeira rodada das semi-finais da LBF.
Daqui a pouco O Americana entra em quadra contra o Maranhão.
Para quem você vai torcer?!

O técnico Luiz Zanon sabe que o playoff é um campeonato diferente do que foi a primeira fase, por isso, a expectativa é que o Americana abra sua participação na semifinal, diante do Maranhão Basquete, com uma vitória, mesmo atuando no ginásio de Esportes Georjeana Fliger (Castelinho), em São Luís (MA).

“O campeonato está zero a zero. O que vale, a partir de agora, não é jogar bonito ou feio, o que vale é ganhar. E, é esse o nosso objetivo”, relata Zanon.

“Vamos a São Luís para buscar a vitória, que nos deixará em situação bastante favorável para decidir em casa”, acrescenta o treinador do Americana, que é o único a conquistar títulos do Campeonato Paulista e do nacional, comandando uma equipes feminina e masculina.

Para este primeiro confronto fora de casa, a pivô norte-americana Sandora Irvin, recuperada de um corte na mão, retorna ao time. Com isso, Luiz Zanon poderá contar com a sua força máxima.

Para Betinho Lima tecnino do Maranhão Basquete, fazer a ‘lição de casa’ é fundamental para o time maranhense buscar vaga na decisão.

“Trabalhamos bem ao longo da semana e estamos com boas expectativas para esta série semifinal. Sabemos que o primeiro jogo, que será em nosso ginásio, tem uma importância muito grande no decorrer da série, visto que se iniciarmos com um resultado positivo, teremos duas chances para vencer fora de casa”, explica o técnico do Maranhão Basquete, que tem duas jogadoras realizando tratamento médico: a pivô Kelly Santos e a armadora Roberta Fogaça.

“A Kelly, que sofreu uma queda no último jogo e acabou machucando o cotovelo, está realizando tratamento no local, mas treina normalmente, mesmo com dores, e não deve ser problema para o primeiro jogo semifinal. Já a Roberta sentiu um desconforto no joelho e vai realizar exames para saber se foi algum problema, porém, não me parece ser algo grave. Se estas duas jogadoras forem confirmadas, contaremos com nossa força máxima”, acrescenta Betinho.

O treinador maranhense afirma que o jogo vai ser uma grande festa, com a torcida comparecendo em grande número e colorindo as arquibancadas do ginásio Castelinho. “O torcedor maranhense, normalmente, nos apoia e lota as dependências do ginásio. Imagine, agora, numa inédita série semifinal, que pode levar a equipe para a final da Liga de Basquete Feminino (LBF), o ginásio vai ficar completamente tomado, com os torcedores apoiando as jogadoras durante os 40 minutos, fazendo uma bela festa”, finaliza Betinho.

O confronto de abertura da série melhor-de-três acontece no domingo (17 de março), às 11h00 (de Brasília), com transmissão ao vivo pelo SporTV.

É isso!

Comentem e Compartilhem!
Até+

Diego Silver