Nesse momento ou a temporada começa ou a bolha da NBA explode!

A cada dia que passa a NBA encontra um problema diferente, nesse momento a NBA está em uma situação que, ou a temporada vai dar muito certo, ou muito errado com a bolha prestes a explodir.

Já conhece o canal do Área Restritiva no Youtube? Clique e se inscreva!

Os fãs da NBA querem ver a temporada acabar e descobrir quem é o campeão, além dos títulos individuais. O fã do esporte vai assistir qualquer coisa que passar na televisão, as pessoas que estudam eventos esportivos querem saber o que vão consumir de novas experiências e provavelmente os executivos só querem que a temporada acabe.

Listamos aqui alguns problemas que a NBA enfrentou e vem enfrentando nessa temporada, depois da suspensão dos jogos:

Coronavírus e os problemas da pandemia

Bom, não precisamos mais falar sobre o que é o covid-19 e os motivos do isolamento social, mas o impacto do coronavírus no esporte é algo sem precedentes. A NBA foi a primeira liga a sofrer com isso, sendo o epicentro das suspensões dos eventos esportivos.

Os cenários futuros foram desenhados e a decisão de criar a NBA Bubble apareceu (você pode ler mais sobre os cenários da NBA aqui). Em um primeiro momento, muitos se questionaram do porquê da liga investir nisso se ela poderia ajudar mais investindo em pesquisas e suprimentos para a comunidade, mas esses questionamentos foram sumindo.

O grande problema da NBA agora é o aumento de casos na Flórida; vale lembrar que o Canadá entrou na briga por sediar o restante da temporada, mas foi deixado de lado e, nesse momento, a Flórida caminha para ser o novo epicentro dos Estados Unidos. No Podcast First Take, o jornalista Stephen A. Smith defende a liga mudar os planos e seguir para Nova York, já que eles contornaram os problemas e seguem trabalhando para achatar a curva da transmissão – neste momento, eles estão na fase 2 da flexibilização.

Até então a NBA segue na Disney, com toda uma estrutura e cartilha de regras que abrangem até jogos de cartas dos atletas (toda vez que uma partida for iniciada ela deverá ser jogada com um baralho novo), existe até um anel da NBA que todos os envolvidos são obrigados a utilizar, com GPS, leitor de temperatura, frequência cardíaca e alarme de proximidade, emitindo sinais sonoros com a aproximação física dos atletas.

Jogadores querem continuar nas ruas, eles querem trabalhar diretamente com os movimentos sociais

O Área também está de olho nos protestos norte-americanos e produzimos diversos conteúdos sobre (você pode ler aqui e aqui) e nesse momento a NBA está dividida entre os jogadores como Kyrie Irving, que querem continuar nas ruas, ou os jogadores que se posicionam ou esperam um posicionamento de LeBron James.

Na foto John Wall e Bradley Beal marchando em protestos no dia da abolição da escravatura nos Estados Unidos. O que deveria acontecer com a temporada da NBA - Área Restritiva
John Wall e Bradley Beal, junto de atletas do Washington Mystics, marcharam pelas ruas de Washington no dia 20 de junho, na “celebração” do Juneteenth. Foto: Divulgação/Washington Wizards

A participação dos jogadores é “opcional”, tudo é algo a ser conversado já que o que está acontecendo é algo sem precedentes. Mas aparentemente a liga não pode fazer nada para impedir os jogadores de irem para as ruas e não irem para a Disney e nesse momento qualquer ação da liga pode soar como censura, por mais que a NBA permita e apoie manifestações dos atletas diferentes de outras ligas norte-americanas.

Existe um cronograma de datas para seguirmos, dessa forma, não vamos perder nada do que vai acontecer na NBA; ou, pelo menos, vamos saber se a NBA vai acontecer:

  • Dia 30 de julho: Dia da reabertura da temporada regular na Disney – ou não, como falamos antes;
  • Dia 07 de julho: Dia em que as franquias devem estar alojadas nos hotéis da Disney;
  • Dia 24 de junho: Data limite para a NBA informar oficialmente quem vai jogar ou não a temporada 2019/20;
  • Dia 22 de junho: Data limite para novas transações, as 30 franquias da NBA podem usar essa janela para contratar novos agentes livres ou jogadores que tenham liberados pelas franquias, desde que dentro das regras estipuladas para tal.

Jogadores escolhem não ir. Por quê? “Simplesmente” querem ficar em casa

Nesse momento, temos um novo “problema”. Podemos dizer que a temporada foi esticada, já que os jogadores nesse momento estariam de férias, cuidando de sua saúde física e mental ou passando tempo com a família; e é justamente por isso que surgiu um novo problema: os jogadores tinham planos para as férias.

O primeiro caso a apresentar oficialmente seu pedido de dispensa foi o de Davis Bertans. Segundo o jogador, ele não irá se unir ao Washington Wizards, para, assim, seguir na manutenção de sua carreira; o jogador que tem um histórico de lesões prefere não jogar o restante da temporada por mais que existam chances de playoffs.

Dessa forma, ele seguirá com trabalhos físicos para a longevidade de sua atuação. O jogador era um dos principais nomes do Wizards ao lado de Bradley Beal, com 15,4 pontos de média por partida.

O último caso conhecido pelo público foi o do jogador Trevor Ariza; atualmente no Portland Trail Blazers, o jogador optou por não integrar o elenco para ficar com o filho de 12 anos. O caso de Ariza é um pouco mais complicado e envolve disputas judiciais pela guarda do garoto.

Um nome que era uma dúvida era o de Gordon Hayward, ele é pai de três garotas e sua esposa está grávida. Mas o ala-armador do Boston Celtics confirmou que deve integrar o elenco Celta na Disney, por mais que não tenha informado as filhas.

Na imagem, dois jogadores da NBA dentro de uma bolha de plástico dessas que as pessoas ficando dentro rodando. A NBA Bubble é uma bolha de problemas - Área Restritiva
Essa é a visão da bolha da NBA segundo o estranho mundo de Bob. Foto: Getty Images/AP/Ringer illustration

A NBA está lidando com os problemas e os fãs só podem, nesse momento, seguir o cronograma que passamos aqui, só assim vamos saber se a temporada vai realmente acontecer ou não.

O Área Restritiva está no YouTube, conheça o nosso canal. Vídeos três vezes por semana.

Fique por dentro do que está acontecendo no Área em nossas redes sociais; marcamos presença no FacebookInstagram e no Twitter. Ah! Também estamos no Catarse, aqui você conhece todo o projeto do Área Restritiva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.