A grandiosidade do basquete feminino português

Bem-vindos a mais uma semana pelo basquete português, nesta semana vou falar dos destaques no feminino

Ao contrário do masculino, a Liga Skoiy está sendo marcada pelo equilíbrio. O basquete feminino português está propiciando jogos de muita qualidade, com várias equipes muito fortes. Mesmo com a liga sendo afetada com a pandemia, pois os esportes têm sofrido muito – assim como o resto do mundo -.

Mas vem dai que vamos daqui, para falar do basquete feminino português.

Quinta dos Lombos com uma super Raphaella

Entrando na competição a equipe mais forte neste momento é o Quinta dos Lombos. Estão na liderança (com mais dois jogos jogados), são a equipe que tem mais opções e isso ajuda e permite que o técnico José Leite consiga gerir muito bem o esforço de cada uma das jogadoras. O grande destaque tem sido claro a Raphaella Monteiro, a lateral carioca que chegou do Sampaio Basquete, é a melhor jogadora da Liga Portuguesa e tem sido a líder do Quinta dos Lombos.

Nesta equipe ainda temos a pivô Carolina Cruz, jovem de muita qualidade que na próxima temporada estará nos Estados Unidos, uma pivô moderna que arremessa muito bem da linha de 3 pontos. Além delas o Lombos ainda contam com outras opções como a ala-armadora Jade Philips e a armadora Leonor Paisana, jogadoras de imensa qualidade.

Raphaella Monteiro, é uma das destaques do Quinta dos Lombos, na Liga Skoiy
A brasileira Raphaella Monteiro, é um dos detaques da liga de Basquete Feminina de Portugal. Foto: Divulgação

As açorianas que encantam o basquete português

Em seguida falar do União Sportiva, equipe que segue em segundo lugar neste momento, sem dúvida uma das equipes com o melhor desempenho em quadra. Um time com diversos destaques, como a Gabriela De Paula que chegou do Sampaio, Vânia Sengo, a Emília Ferreira e a Nausia Woolfolk são fundamentais no elenco.

Mas para mim a maior figura desta equipe é a Raquel Laneiro, uma armadora de 20 anos que se estreou recentemente na seleção, mas que é uma das melhores jogadoras da nossa liga e mesmo uma das melhores jogadoras portuguesas, vai muito longe.

Tatiane brilhando em Guimarães

Temos aqui o Vitória SC, uma equipe que de todas tem sofrido menos com a pandemia, e acaba por conseguir lidar melhor com todos os problemas que envolvem a covid-19.

Um time coeso e forte, com ala Tatiane Pacheco sendo fundamental e a figura do time. Destaque também para umajogadora que chegou agora a Azeri Alexey Mollenhauer, uma armadora que chegou de Espanha e que já chegou com impacto no jogo ofensivo.

O brilho da dupla Paulista

O GDESSA tem um elenco que esbanja juventude, mas com um núcleo muito forte, preenchem bem o garrafão. Jogam bem, mas pela falta de profundidade acabam por perder demasiados pontos.

Contam com algumas jogadoras como a Márcia Robalo, experiente e ótima jogadora, uma das estrelas da Liga Portuguesa. Depois duas jogadoras preponderantes, a Jennifer Nonato uma pivô que estava antes no Pro-Esport Sorocaba, ela que é das melhores da liga em sua posição e ainda a Aline Moura uma 4 que complementa muito bem a Nonato fazendo assim uma dupla imparável debaixo do aro. Maianca Umabano e a armadora Leonor Serralheiro são das maiores figuras esta equipe, que acaba sendo irregular, mas que jogam muito bem e dentro da ideia de Miguel Minhava um técnico que constrói equipes que fortes na dentro do garrafão.

Basquete feminino do SL Benfica

Depois temos de destacar o salto que o SL Benfica deu, uma equipa que cresceu muito com a chegada de um dos melhores técnicos de basquete portugueses, o professor Eugênio Rodrigues que com as entradas da Japonica e da Atila que ao lado de duas jogadoras portuguesas, Joana Soeiro e a Laura Ferreira acabam rendendo ainda mais.

Equipe que passou do meio da tabela para estar com chances de título nesta temporada.

As Madeirenses e os problemas do basquete português

Coletivamente destacar ainda o CAB Madeira que foi uma equipe que foi impossibilitada de jogar, muito tempo sem jogar, mas são das equipes mais fortes. Contam com uma das armadoras em maior destaque na liga SKOY a Carolina Bernardeco e ainda três estrangeiras de muita qualidade, a escolta Jelena Nikpaljevic, depois ainda a lateral Paige Cannon e a libero Nike Mclure. Uma equipa sem muitas opções, mas que joga um basquete bem interessante, rápido, bola sempre bem cuidada e sempre um bom basquete.

Classificação Liga Skoiy
Classificação Liga Skoiy

Destaques Individuais

Individualmente destacar alguns nomes como a Chelsie Schweers, a 1 da Associação Desportiva de Vagos, a Mafalda Pompeu de apenas 19 anos, uma atleta de muita qualidade, que chama a responsabilidade, assume o jogo e sabe jogar como poucas jogadoras na liga.

Ainda temos a Ana Barreto do SL Benfica, uma lateral de apenas 17 anos e que tem sido uma das revelações da liga. Depois a Martha Burse, que vai liderando e levando nas costas o Clube Propaganda Natação.

Destaque também para a Eva Carregosa, uma armadora de 18 anos do Olivais Futebol Clube a a também armadora do Guifões Sport Clube, a Filipa Barros, que têm apenas 16 anos e já está mostrando muito basquete.

Por fim destaco a Maria Lopes do Clube Basquetebol de Queluz. A Maria é uma escolta de 18 anos, e além da muita qualidade que ela tem, da classe, ela joga sempre bem e mexe com o jogo mesmo que jogue apenas 5 minutos.

Por esta semana é tudo, falamos do basquete português no feminino. Espero que tenham gostado e até para a semana para mais uma viagem pelo basquete europeu.

O Área Restritiva está no YouTube, conheça o nosso canal e se inscreva.

Um grupo para discutir Basquete, como se estivesse em um bar? Conheça o Bar do Área!

Fique por dentro do que está acontecendo no Área em nossas redes sociais; marcamos presença no FacebookInstagram e no Twitter. Ah! Também estamos no Catarse, aqui você conhece todo o projeto do Área Restritiva.

Leia mais!

Deixe sua opinião

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Compartilhe!

Se inscreva!

últimas publicações