Qualquer pessoa que assista ao documentário The Last Dance pode dizer o quão difícil foi para outros jogadores se aproximarem de Michael Jordan em um nível pessoal. Jordan, como bem sabemos, era um atleta (atleta no seu significado mais intrínseco) absolutamente competitivo e altamente focado no seu trabalho.

Era difícil acessá-lo.

Afinal, como o documentário nos relata, Jordan era impulsionado pelo menor dos estímulos – reais ou imaginários – a qualquer oportunidade de estar em uma competição. Esse impulso singular pode ser incomparável na história da NBA, mas também significava que ele não era exatamente alguém que voluntariamente distribuía conselhos para seus colegas jogadores, justamente por essa ganância de ser “único”.

Mas com Kobe Bryant foi diferente.

Na foto, Michael Jordan e Kobe Bryant conversando durante o NBA All-Star Game de 1998, em Nova York, a foto foi tirada pelas costas dos jogadores que estão abaixados com a mão no joelho, os dois estão quase na mesma altura, com o Jordan um pouco mais alto que Kobe. A amizade de Kobe Bryant e Michael Jordan dá um documentário! - Área Restritiva

“In Loving Memory to Kobe Bryant”.

A breve entrevista que Kobe concedeu para o documentário foi emocionante de qualquer fã de basquete só pelo simples fato de ouvi-lo. Entrevista essa que foi absolutamente inédita, onde Kobe relata o carinho e admiração pelo Jordan, tratando ele como um irmão mais velho.

 Nas cenas que se seguem, somos presenteados com momentos onde Kobe pede dicas e conselhos para o Jordan, e Jordan os concede sem exitar.

O discurso do Kobe tornou as cenas do episódio 5 de The Last Dance ainda mais comoventes, com as duas superestrelas se enfrentando no NBA All-Star Game de 1998. Jordan advertiu os que estavam no vestiário da Conferência Leste que Bryant “não iria recuar de ninguém”, mesmo que ele tivesse 19 anos, algo que provou ser verdade ao longo de sua carreira.

Como disse o ex-gerente geral do Los Angeles Lakers, Jerry West, “se você apenas os assistia interagir em um jogo, Kobe sempre foi como um ímã indo em direção ao Michael.” E continuou: “Normalmente, Michael não interagia muito com os jogadores quando ele estava em quadra. Ele apenas jogava. Mas, por alguma razão, ele tinha essa afinidade por ele.”

Na foto, Kobe Bryant ajuda a Michael Jordan a se levantar em partida do Los Angeles Lakers contra o Washington Wizards, Kobe segura as duas mãos de Jordan que está deitado na quadra com as costas no chão, os dois estão dando risadas da situação. A amizade de Kobe Bryant e Michael Jordan dá um documentário! - Área Restritiva
Foto: Divulgação/NBAE

Oi! Você já leu meu primeiro texto aqui no Área? Da uma olhada e diz o que achou, ele está aqui!

O discurso emocionante de Jordan no Memorial do Bryant

“Talvez tenha surpreendido as pessoas que Kobe e eu éramos amigos muito próximos”, começou Jordan. “Mas éramos sim amigos muito próximos”.

No dia do memorial realizado para Kobe Bryant e sua filha, Gianna Bryant, entre muitas lágrimas, Jordan relata o quão disciplinado, curioso e esforçado como atleta de basquete era Bryant.

Na foto, Michael Jordan, no palanque montado no Memorial do Kobe Bryant. Jordan está de terno e gravata pretas, chorado ao falar de Kobe no Memorial. A amizade de Kobe Bryant e Michael Jordan dá um documentário! - Área Restritiva
Foto: Divulgação

“Não há palavras para descrever a dor que estou sentindo. Eu amava Kobe. Ele era como meu irmão mais novo”, disse Jordan, em comunicado. “Costumávamos conversar sempre e sentirei muita falta dessas conversas. Kobe era um competidor feroz, um dos maiores da história e uma força criativa. Era também um pai incrível, que amava profundamente sua família. Tinha um orgulho imenso do amor da filha pelo basquete.”

Kobe Bryant, 42 anos, foi entrevistado para The Last Dance uma semana antes de morrer em um acidente de helicóptero, no dia 26 de Janeiro. Ele disse que não teria ganho cinco campeonatos sem a ajuda e os conselhos de Jordan.

Espero sinceramente que alguém já esteja pensando em um documentário sobre Kobe Bryant, e que essa amizade entre esses dois monstros do basquete seja relatada com mais profundidade.

Rest in Peace, Mamba!

Da uma passadinha na nossa sessão de notas do autor, tem mais crônicas te esperando por lá!

O Área Restritiva está no YouTube, conheça o nosso canal. Vídeos três vezes por semana.

Fiquem por dentro do que está acontecendo no Área em nossas redes sociais, marcamos presença no FacebookInstagram e no Twitter.